Cirque du soleil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1278 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Módulo: 3 Fórum: Inovar para Crescer
Título: Cirque Du Soleil: a arte de ser estratégico.
Aluno: Márcia
Disciplina: Estratégia de Empresas Turma: C

Introdução
Atualmente, manter-se na vanguarda requer muitas habilidades estratégicas para a sustentação do negócio. E, diante de um cenário extremamente competitivo, as empresas precisam analisar aspectos internos e externos que ajudema potencializar suas ações.
Algumas empresas tem se destacado por apresentarem harmonia entre suas forças, estratégias e cadeia de valor. É o caso do Cirque Du Soleil que, segundo Elizabeth Nixon no site How Stuff Works, é um grande sucesso e, ao longo dos seus 20 anos, conquistou uma posição única na indústria do entretenimento.
No entanto, precisamos compreender como o Cirque DuSoleil conquistou este posicionamento, através da análise das cinco forças competitivas, estratégias competitivas e cadeia de valor, transformando-se neste inquestionável sucesso empresarial.


Cinco forças competitivas
Segundo Porter, as cinco forças competitivas estão estruturadas na dimensão horizontal por 3 forças competitivas – rivalidade entre concorrentes, novos entrantes eprodutos substitutos – e 2 forças com elementos cooperativos e competitivos na dimensão vertical – clientes e fornecedores.
Este modelo estrutural é amplamente defendido por Renato Ferrari para direcionar as estratégias competitivas através da gestão de relacionamento com os clientes(CRM), objetivando ganhar mais dinheiro e ganhar dinheiro por mais tempo.
A primeira das 5 forças competitivas,grau de rivalidade entre os concorrentes, considera aspectos que podem neutralizar a ação da concorrência. Segundo Ferrari, as empresas podem enfrentar essa rivalidade de três formas: vendendo mais para os clientes potenciais, mantendo os clientes com maior valor e definindo estratégias para perder os clientes que dão prejuizo. O Cirque Du Soleil solidifica esta força no momento em que conseguedestacar-se da concorrência, oferecendo uma proposta diferenciada, angariando um público diversificado e global. A evidência desta força é tanta que, em uma entrevista concedida no site do Jornal O Globo, o presidente do Circo Imperial da China, fundado em 1951, disse que a nova geração está sendo preparada para aprofundar a tendência de internacionalização. E, afirmou que assistem os DVDs doCirque Du Soleil para conhecer o jeito ocidental e moderno de fazer circo.

A segunda das 5 forças competitivas, ameaça de novos entrantes, considera ações que neutralizem ou previnam o surgimento de concorrentes. O Cirque Du Soleil adota a estratégia de proporcionar espetáculos diferenciados e exclusivos, que marcam presença através de 4 espetáculos fixos e 5itinerantes. Além de atuar em um nicho diferenciado, que atende aos públicos de teatros, musicais e circos.
A terceira das 5 forças competitivas, ameaça de produtos substitutos, refere-se a existência de substitutos capazes de desempenhar as mesmas funções. O Cirque Du Soleil utiliza a contratação de profissionais especialistas e novos talentos em diversas partes do mundo, renovando as performancese cenários. No espetáculo La Nouba, que é fixo na cidade Orlando-Flórida, enquanto o público aguarda o início da apresentação, palhaços interagem com a platéia, proporcionando diversão e relaxamento. Desta forma, torna-se a experiência surpreendente desde o início, dificultando a concorrência na criaçao de algo inovador, também nos detalhes.
A quarta das 5 forças competitivas, poder debarganha dos fornecedores, consiste na força da negociação. Para promover esta força, deve-se conhecer seus fornecedores, planejar adequadamentea compra de suprimentos. O Cirque Du Soleil, por priorizar a segurança e a qualidade em seus espetáculos exclusivos, utiliza produtos personalizados. O que favorece o poder de barganha dos fornecedores.

A quinta das 5 forças competitivas, poder de barganha...
tracking img