Circuito eletrico resistivo em serie

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1515 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

































EMBASAMENTO TEÓRICO

CAMPO ELETRICO

De uma forma bem simplificada, podemos dizer que campo elétrico é a região
do espaço entorno de uma carga ou superfície carregada, onde qualquer corpo eletrizado fica sujeito à ação de uma força de origem elétrica.
Se a carga geradora for positiva, ocampo elétrico é de afastamento e se a carga for negativa, o campo é de aproximação.
O valor do campo elétrico é definido pelo coeficiente da força F que atua sobre uma carga de prova q, conforme as formulas abaixo:






E= F/q ; F=KQq/d2 ; ( KQq/d2)/q ;






logo: E=KQ/d2




FORÇA ELETRICACarga elétrica é a propriedade inerente de determinadas partículas elementares, responsáveis por fenômenos elétricos. Existem cargas positivas ( prótons) e cargas negativas ( elétrons ), que obedecem a seguinte regra: Cargas de sinais iguais se repelem e cargas de sinais contrários se atraem
À força de interação entre essas cargas, dá-se o nome de FORÇA ELETRICA, que é calculada com aseguinte formula:


F=K [q1 x q2]/ d2

CONDUTOR E ISOLANTE


Um condutor é aquele elemento em que os elétrons estão fracamente presos ao núcleo e, por isso, tem fácil locomoção. Um isolante é aquele elemento em que os elétrons estão fortemente ligados ao núcleo.





ELETRIZAÇÃO

Um corpo está eletrizado quando o número de prótonsestá diferente do número de elétrons e vice-versa. Como já foi mencionado anteriormente, corpos com cargas iguais se repelem e corpos com cargas diferentes se atraem (fig.1).






[pic]
Fig.1
Atração e repulsão entre as cargas





PROCESSO DE ELETRIZAÇÃO

ATRITO
Na eletrização por atrito os corpos atritados adquirem cargas de mesmo módulo, mas comsinais contrários (fig.2). Ex.: quando se atrita um canudinho e um pedaço de lã há a
transferência de elétrons de um para o outro.



[pic]
Fig.2
Atrito entre dois corpos



CONTATO

Na eletrização por contato os corpos adquirem cargas de mesmo sinal, porém o módulo vai depender das dimensões do corpo. Se os corpos possuírem dimensões iguais às cargas se dividiram igualmente.Após certo tempo de contato, os corpos irão adquirir cargas iguais e irão se repelir (fig.3).
[pic]
Fig.3
Eletrização por contato


INDUÇÃO

Na eletrização por indução usamos três corpos, sendo um neutro (condutor), a terra e um corpo carregado chamado indutor (fig.4). Aproximamos o corpo indutor ao condutor, que está ligado à terra por um fio terra.Pelo fio terra descerá (ousubirá dependendo da situação) elétrons para tentar neutralizar o corpo indutor. Quando se corta o fio terra e afasta o indutor, o condutor ficará carregado. Não encostamos o indutor no condutor.


[pic]

Fig.4
Eletrização por indução


POLARIZAÇÃO

Quando um corpo eletrizado se aproxima de um dielétrico cujas moléculas são polares há a polarização do dielétrico (fig.5). A presença deum corpo eletrizado (no caso positivamente) atrai o lado negativo de cada molécula, fazendo com que as moléculas do dielétrico se orientem, com o lado negativo voltado para o corpo eletrizado. Se o dielétrico for de moléculas apolares elas
irão se tornar polares devido a presença do corpo eletrizado.

[pic]
Fig.5
Polarização
MATERIAIS E MÉTODOS

MATERIAIS

-Gerador de Van de Graaff-Bastão de prova
-Lâmpada fluorescente
-Hélice ( uma espécie de hélice de alumínio)
-“Taxinha”( também conhecida como percevejo)
-Tablado isolante
-Chapa metálica
-Suporte “L” metalico

Obs.: Os alunos também foram utilizados em parte do experimento para tentar comprovar a sua eficácia.


MÉTODO

1º Inicialmente o gerador foi ligado e aguardados alguns minutos para que a...
tracking img