Cinema marginal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3552 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Seja marginal, seja herói:
A estética do grotesco

“Estou buscando aquilo que o povo brasileiro espera de nós desde a chanchada:
fazer do cinema brasileiro o pior do mundo”.[1]
Rogério Sganzerla

A virada da década de 1960 para 70 foi privilegiada para o surgimento de vários movimentos artísticos e culturais, que mudaram as concepções estéticas vigentes no século XX. Assim como aspeças encenadas no Oficina e no Arena, e o Tropicalismo que surgia no campo musical, o cinema viu surgir dois movimentos que marcaram a cinematografia nacionais: o primeiro era guiado pelos ideais políticos partidários de esquerda que tentavam construir uma cartilha ideológica através da arte, como forma de combate ao regime militar, criada sob o ideário do Centro Popular de Cultura (CPC) eimortalizada mundialmente como Cinema Novo; a outra vertente da intelectualidade cinematográfica do Brasil, naquele momento, seguiu os passos transgressores propostos por Oswald de Andrade, deglutindo antropofagicamente a liberdade existencial e lingüística propostas por cineastas como Jean-Luc Godard e Orson Welles, trilhando o caminho da ousadia e da ironia para construir um cinema absolutamentenovo, e ficou conhecida, na época, como Cinema Marginal.
Este não era um movimento movido por manifestos, como o foi o Cinema Novo. A denominação de Cinema Marginal, ou “Udigrudi”,[2] foi cunhada, pela crítica, para aglutinar cineastas que vinham da Boca do Lixo. Denominou-se Boca do Lixo o quadrilátero do bairro da Luz, no centro de São Paulo, nas imediações da Estação da Luz e da antigarodoviária, ponto de referência da indústria cinematográfica, onde tradicionalmente estavam os escritórios de produtores, distribuidoras e diretores. Também era o lugar conhecido pelas boates e prostituição. Nos anos 70, depois de flertar com o esquema de produção precário do Cinema Marginal, cristalizaram-se aí produtores e diretores nascidos na irrupção da comédia erótica, a porochanchada. Estesforam responsáveis, durante os anos 70, por cerca de 60 dos 90 filmes brasileiros produzidos em média anualmente. Com o crescimento da pornochanchada, a Boca do Lixo, que na época era considerada a Hollywood brasileira, produziu u número considerável de títulos (cerca de 700 filmes).
Nascia, ali, um abismo estético e um contraponto entre estas duas escolas: uma absolutamente comprometidacom os ideais políticos do CPC, e a outra voltada para os ideais libertários da vanguarda e para a tradição de deboche e ironia da arte brasileira.
Entretanto, após as primeiras produções, após sua primeira fase, este movimento - inicialmente de contestação e renovação de padrões e formas – vai sofrer um acomodamento com o passar dos anos, vai buscar o público e as bilheterias para queseja possível uma seqüência, em termos quantitativos, à produção de filmes. Contrária a este pensamento “conformista”, uma nova geração de cineastas, dos quais participam Rogério Sganzerla e Julio Bressane, vai retomar algumas posturas mais radicais pregadas no início do Cinema Novo[3] e, em contestação à diluição destas propostas, surge um outro movimento artístico classificado de Cinema Marginal.A falência do discurso engajado surtiu como um catalisador de uma nova corrente intelectual. Movimentos de vanguarda começavam a adotar outras formas de abordagem para falar da caótica realidade política que se assentara sobre o Brasil e o mundo. Na Europa, os movimentos estudantis reivindicavam liberdade política e existencial, enquanto, no Brasil, o AI 5 caía como uma bomba sobre asliberdades individuais. Uma inquietação que já se anunciava com os primeiros passos da Tropicália, da poesia e de artistas como Hélio Oiticica e Lygia Clark, nas artes plásticas, contaminou toda a produção cultual na virada dos anos 60 para os 70. Godard, Jimmi Hendrix, Beatles, Bob Dylan, Pop Art eram ingredientes de um caldeirão de influências que mudou definitivamente o rumo da estética e do...
tracking img