Cinema independente

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3202 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Nesta edição saiba mais sobre Exibição, Divulgação e Cinema Independentes

De olho no Cinema Independente

Assista a Entrevista exclusiva com Felco

8. Mostras e Festivais
A Exibição no Geral

10. Circuitos Alternativos

14. Cinecentro

15. Mostra do Filme Livre 12. Felco 16. A Importancia e o Propósito hoje 4. O Cinema Independente e sua Distribuição no Brasil 17. Onde Encontrar 5.Exibição 6. O Cinema Independente no Brasil 2 19. As Linguagens Documental e Ficcional 3

O Cinema Independente
e sua Distribuição no Brasil
Entrevistamos representantes do coletivo Felco, do Festival do Minuto, e do Cinecentro para fazermos um parâmetro do cinema independente e sua distribuição no Brasil, e do circuito alternativo audiovisual da cidade de São Paulo Hoje, no audiovisualbrasileiro, felizmente dinheiro para produção não é mais problema, os problemas estão na divisão deste dinheiro, que nem sempre favorece a quem precisa, e por fim, a má distribuição do conteúdo produzido, que é talvez o maior problema para o cinema brasileiro, principalmente independente, ser conhecido em escala nacional e popular.

Exibição
O Brasil tem hoje uma produção audiovisual rica e vasta,inclusive no que diz respeito ao chamado “cinema independente”. Hoje com as leis de incentivo e a facilidade de gravações com equipamentos portáteis, qualquer cidadão pode tentar fazer cinema. Mas a questão não é tão simples, na mesma via em que o cinema independente ganha em produção perde em distribuição, esmagado pelas grandes produtoras que também crescem no país e, principalmente, peladifusão das salas de cinema em shoppings centers e a omissão de espaços físicos para a exibição dessa vertente do cinema. Regionalmente, ainda há uma diferença cruel na distribuição desses espaços físicos, já que das 2100 salas de cinema que temos no Brasil, 1244 estão na região sudeste, e mais de 90 % das cidades brasileiras não tem

sequer uma única sala de cinema, de acordo com o levantamento feitopelo Ministério da Cultura, publicado no Anuário de Estatísticas Culturais do País 2009. Quando tem apenas cerca de 15% da população frequenta assiduamente. O cinema independente perde público, e como todos sabemos, sem público não há cinema.

4

5

O Cinema Independente no Brasil
A questão do cinema independente sempre causou discórdia entre realizadores e especialistas: para alguns,cinema independente é aquele que não depende de patrocínios ou de grandes produtoras; para outros, ainda mais radicais, o cinema independente só ocorre quando não há nem apoio estatal (a maioria das produções audiovisuais independentes ou não no Brasil consegue esse apoio). sagradariam uma grande produtora ou não chamariam tanto a atenção do público. Talvez por isso, essa produção não seja tãodifundida na maioria da sociedade, que ainda se vê presa à televisão e, quando vai ao cinema, quer e vê o mesmo que passa nela. Ironicamente é assim que o cinema brasileiro vem crescendo e, de uma maneira ainda tímida, entrando no circuito Hollywoodiano dos shoppings centers, em parceria com a televisão (lê-se Globo filmes), a utilização de atores já conhecidos e o brasileiro se conforta achando que estáassistindo o que há de melhor no audiovisual nacional. Sobre a grande diferença entre o cinema convencional e o cinema independente, pode-se dizer que vai além da diferença cruel de espaço e distribuição, focando-se, principalmente,

$$$$$$$$$$$$$$$$$$
Além da questão financeira, há a questão artística: na maioria dos casos, o cinema independente trata de assuntos quase nunca tratados no“cinema convencional”. A dita liberdade financeira do cinema independente o faz livre também no discurso, podendo abranger ideias, assuntos e temas que de-

nos objetivos. Enquanto o primeiro pensa na questão financeira, de mercado, consumo, e entretenimento, com algumas raras obras artísticas, o segundo tem a função de questionar, expressar, experimentar, politizar, protestar, etc., E felizmente,...
tracking img