Cimento ecologico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1006 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Cimento Ecológico.

Objetivo: A busca de materiais alternativos para construção civil, onde eles sejam mais ecologicamente corretos, de menor impacto ambiental e que possa ter a mesma rigidez e o mesmo trabalho dos atuais, visando melhorar a emissão de poluentes na atmosfera.

Teoria: O material estudado foi o comento ecológico, mais conhecido como cimento alternativo, baseado em carbonatode magnésio em lugar no carbonato de cálcio.

Nosso mundo moderno é construído em grande parte com cimento Portland, um material inventado quase 180 anos atrás por um pedreiro do Yorkshire chamado Joseph Aspdin. Em 1824, ele obteve uma patente para “um aperfeiçoamento nos modos de produção de pedra artificial”, que envolvia o cozimento de cal e argila em um forno industrial, e a moagem doclínquer resultante na forma de um pó fino composto basicamente por silicatos de cálcio, a ser posteriormente misturado com água. A mistura deflagra uma complexa reação química que forma cristais de hidrato de silicato de cálcio, por exemplo, o que endurece a mistura.

O plano seria substituir o cimento Portland ( cimento atual à base de carbonato de cálcio. ) por uma substancia chamada deecocimento. Esse material a base de magnésio, pode ser mais barato e mais durável do que o cimento Portland, além disso, seria capaz de acumular CO2.

A produção de cimento Portland gera um volume imenso de dióxido de carbono. Isso se deve em parte à grande quantidade de energia necessária para elevar as temperaturas dentro dos fornos de cimento aos 1.450°C necessários tostar o carbonato de cálcio(oriundo do giz ou do calcário), e também ao fato de que o processo de conversão em si gera dióxido de carbono. Além disso a produção deste cimento é responsável por cerca de 7% das emissões artificiais totais de dióxido de carbono no mundo.

A solução envolve envolve substituir o carbonato de cálcio, nos fornos de produção de cimento, por carbonato de magnésio -uma rocha que ocorre com freqüênciaelevada por conta própria, na forma do mineral magnesita, ou em misturas com o carbonato de cálcio.
Os cimentos com base em magnésio não são novidades. Foram desenvolvidos inicialmente em 1867, pelo francês Stanislas Sorel, que produziu cimento com

uma combinação de óxido de magnésio e cloreto de magnésio. No entanto, as misturas
que ele criou não resistiam a uma exposição longa à água semperder a força.

Os ecocimentos com base em carbonato de magnésio, por outro lado, têm estrutura química bastante similar à do cimento Portland, e são muito mais robustos do que o material criado por Sorel. E, de acordo com Harrison, o material que ele propõe oferece diversas vantagens ambientais. Para começar, os fornos de cimento não precisam funcionar a temperaturas tão elevadas. O carbonatode magnésio se converte facilmente em óxido de magnésio a temperaturas de cerca de 650°C. Isso significa que as emissões de dióxido de carbono relacionadas à energia necessária para acionar os fornos são reduzidas mais ou menos à metade.

O processo de cozimento para a produção dos ecocimentos produz mais CO2. Mas, durante a aplicação e o endurecimento do cimento, um processo conhecido comocarbonação reabsorve do ar a maior parte desse excedente.

Mas a carbonação é mais rápida e mais eficiente no ecocimento. Os cristais de carbonato de magnésio são mais fortes do que os de carbonato de cálcio, de modo que eles aumentam a força do material.

Se o ecocimento for usado para produzir material poroso como blocos de concretos, todo o material terminará funcionando como pólo decarbonação. Assim, uma tonelada de concreto terminaria por absorver até 400 quilos de CO2, o que equivale a cerca de 100 quilos de carbono.

Isso significa que os ecocimentos carbonando silenciosamente em um edifício de escritórios estariam desempenhando mais ou menos a mesma função atmosférica do que uma árvore em crescimento. Se os ecocimentos conquistarem espaço nas nossas cidades, reduziriam...
tracking img