Ciencias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2242 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Guerra das Coreias
Esse conflito quase foi considerado uma Terceira Guerra Mundial, pois estavam envolvidos varias armas nucleares, que se usadas nesse conflito poderia envolver varias nações vizinhas e afetar os territórios geográficos do mundo, com as destruições causadas pelas mesmas.
Contexto Histórico
Essa guerra teve origem após a divisão ocorrida na Coréia, depois do fim da SegundaGuerra Mundial. Após a rendição e retirada das tropas japonesas, o norte passou a ser aliado dos soviéticos (socialista), enquanto o sul ficou sob a influência norte-americana (capitalista). Esta divisão gerou conflitos entre as duas Coreias entre os anos de 1950 e 1953 durante a Guerra Fria.
Em 25 de junho de 1950 a Coreia do Norte invadiu a Coreia do Sul, sob o argumento de ter sua fronteiraviolada.  As tropas norte-coreanas conquistaram Seul (capital da Coreia do Sul). Logo após a invasão norte-coreana, as Nações Unidas enviaram tropas para a região a fim de expulsar os norte-coreanos e devolver o comando de Seul para os sul-coreanos.
Os Estados Unidos entraram na guerra ao lado da Coreia do Sul, enquanto a China (aliada da União Soviética) sentindo – se ameaçada,manda 300 mil homenspara ajudar a Coreia do Norte contra as tropas reunidas do sul. A entrada da china na Guerra da Coréia fez com que a paz mundial ficasse abalada e a perspectiva da Terceira Guerra mundial era iminente. Com mais homens, os norte-coreanos e os chineses devolveram os ataques e reconquistam Seul, em 04 de janeiro de 1951. Entre fevereiro e março, as tropas multinacionais foram expulsas da Coreia doNorte.
A partir daí os jogos de forças permanecem estáveis, equilibrados, prolongando esta guerra por mais dois anos, com muitas mortes de lado a lado. O conflito durou três anos e só teve fim oficial em 27 de julho de 1953, quando os dois países assinam o Armistício de Panmunjon e estabelecida a fronteira do Paralelo 38°.
O documento também determinou a criação de uma área desmilitarizada entreas duas Coreias, mas até hoje as diferenças são enormes. A Coreia do Norte adota uma política bastante radical de isolamento, impedindo a entrada de estrangeiros no país e desenvolvendo uma série de armamentos nucleares, à espera de mais uma corrida armamentista contra a Coreia do Sul.
Situação atual das Coreias
MUNDO
Coreia do Norte corta linha de comunicação com o sul
Coreia do Nortecancela acordo de não agressão
Data 08.03.2013 Edição Alexandre Schossler
Em resposta às novas sanções do Conselho de Segurança, governo norte-coreano anula todos os acordos de não-agressão com a Coreia do Sul, interrompendo até a linha direta de comunicação entre os dois países.
Poucas horas após o Conselho de Segurança da ONU endurecer as sanções à Coreia do Norte, o governo em Pyongyang reforçounesta sexta-feira (08/03) as hostilidades e anulou unilateralmente todos os acordos de não-agressão entre as duas Coreias.
O anúncio foi feito pelo Comitê para a Reunificação Pacífica das Coreias, órgão estatal norte-coreano para tratar das relações bilaterais entre os dois países, que também alertou que as tropas norte-coreanas reagirão a qualquer transgressão na fronteira, "mesmo que por umcentímetro".
Até mesmo o "telefone vermelho", a linha direta de comunicação entre os dois governos, foi cortado. A Coreia do Norte já havia interrompido a conexão da linha por duas vezes em outras situações de crise com seu vizinho do sul.
O acordo mais significativo de não-agressão entre as duas Coreias foi assinado em 1991. O pacto prevê a busca de soluções pacíficas para questões divergentes econtribuiu para evitar escaramuças acidentais entre as tropas na fronteira dos dois países.

Coreia do Sul responde provocações
Após a novas sanções do Conselho de Segurança, um general norte-coreano afirmou, em tom de ameaça, que seu país possui mísseis nucleares prontos para serem disparados, capazes de alcançar até os Estados Unidos.
Já o porta-voz do Ministério da Defesa da Coreia do Sul,...
tracking img