Ciencias sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1470 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Relatório - Plano de Aula

11/01/2013 08:14 Página: 1/3

Disciplina: CCJ0001 - FUNDAMENTOS DAS CIÊNCIAS SOCIAIS Semana Aula: 3 DESCRIÇÃO DO PLANO DE AULA Cultura e Sociedade OBJETIVO Explicar o conceito de cultura como objeto de estudo privilegiado da análise antropológica. Analisar a cultura como elemento condicionador da visão de mundo. Descrever as práticas antropológicas utilizadas paracategorizar comportamentos culturais. Demonstrar a importância do principio de relativismo cultural, em contraposição ao etnocentrismo. TEMA A análise antropológica da cultura ESTRUTURA DO CONTEÚDO

Relatório - Plano de Aula

11/01/2013 08:14 Página: 2/3

1 -O conceito de cultura O conceito de cultura é uma preocupação intensa atualmente em diversas áreas do pensamento humano, no entanto aAntropologia é a área por excelência de debate sobre esta questão. O primeiro antropólogo a sistematizar o conceito de cultura foi Edward Tylor que, em Primitive Culture, formulou a seguinte definição: "cultura é todo complexo que inclui conhecimento, crença, arte, moral, lei, costume e quaisquer outras capacidades e hábitos adquiridos pelo homem na condição de membro da sociedade". Desde sempre oshomens se preocuparam em entender por que outros homens possuíam hábitos alimentares, formas de se vestir, de formarem famílias, de acessarem o sagrado de maneiras diferentes das suas. A essa multiplicidade de formas de vida dá-se o nome de diversidade cultural. Contudo, durante foi a partir da descoberta do ?Novo Mundo?, nos séculos XV e XVI, que os europeus se depararam com modos de vidacompletamente distintos dos seus, e passaram a elaborar mais intensamente interpretações sobre esses povos e seus costumes. É fundamental lembrarmos que o impacto e a estranheza se deram dos dois lados. Os grupos não europeus se espantavam com o ser diferente que chegava até eles desembarcando em suas praias e tomando posse de seu território. Existem relatos de povos que após a morte de um europeu emcombate, colocavam seu corpo dentro de um rio e esperavam sua decomposição para ver se eram pessoas como eles. A diferença é que não temos contato com esses relatos dos povos não europeus para conhecermos a visão que eles tinham dos brancos. Hoje reconhecemos que não é nada fácil vivenciar uma outra cultura diferente da nossa. Por quê? Não sentimos nossa cultura como uma construção específica dehábitos e costumes: pensamos que nossos hábitos e nossa forma de ver o mundo devem ser os mesmos para todos! Naturalizamos nossos costumes e achamos o do outro ?diferente?. Diferente de quê? Qual é o padrão "normal" segundo o qual analisamos o "diferente"? Geralmente estabelecemos a nossa cultura como o padrão, a norma. Assim, tudo que é diferente é concebido como estranho, e mesmo errado. Tal posturaé o que denominamos etnocentrismo. 2- Etnocentrismo Segundo Everardo Rocha, em O que é Etnocentrismo, trata-se da "visão do mundo onde o nosso próprio grupo é tomado como centro de tudo e todos os outros são pensados e sentidos através dos nossos valores, nossos modelos, nossas definições do que é a existência. No plano intelectual, pode ser visto como a dificuldade de pensarmos a diferença; noplano afetivo, como sentimentos de estranheza, medo, hostilidade, etc". Esse autor nos alerta, ao analisar o etnocentrismo, para a questão do choque cultural. Como ele afirma, de um lado conhecemos o "nosso" grupo, que come igual, veste igual, gosta de coisas parecidas, conhece problemas do mesmo tipo, acredita nos mesmos deuses, casa igual, mora no mesmo estilo, distribui o poder da mesma forma,empresta à vida significados em comum e procede, por muitas maneiras, semelhantemente. Aí então de repente, nos deparamos com um "outro", o grupo do "diferente" que, às vezes, nem sequer faz coisas como as nossas ou quando as faz é de forma tal que não reconhecemos como possíveis. E, mais grave ainda, este "outro" também sobrevive à sua maneira, gosta dela, também está no mundo e, ainda que...
tracking img