Ciencia social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (599 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ANHANGUERA – UNIDERP
CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
ADMINISTRAÇÃO





CIÊNCIASSOCIAIS




Professor EAD – Reginaldo Donizete Alves








Valinhos – SP
09/12/2011







Introdução
Ao pensarmos em estudantes universitários nos vem à mente aimagem de um jovem com uma faixa etária entre 17 e 25 anos, passando por várias mudanças, caracterizadas como uma revolução biopsicossocial, sendo a fase de transição da adolescência para a idade adulta.Este estudante ao ingressar em um curso universitário, passa por diversas situações novas, com uma realidade muito diferente daquela vivida por eles até certo momento.
Essas mudanças envolvem maioresresponsabilidade e conflitos, juntamente com a mudança do seu ambiente social e, na maioria das vezes, o distanciamento familiar, podendo gerar um estresse muito grande.
Sendo assim, há uma grandepreocupação das universidades em relação aos seus acadêmicos sobre suas qualidades de vida (ALMEIDA, 2008). Mas será que esses universitários realmente se preocupam em ter uma boa qualidade de vida?Qualidade de vida foi definida pelo Grupo de Qualidade de Vida da Organização Mundial da Saúde (WHOQOL GROUP, 1995) como a percepção do indivíduo de sua posição na vida, no contexto da cultura e sistemade valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações.
Em relação à qualidade de vida dos estudantes universitários, Harnett (1972 apud OLIVEIRA, 1999,p. 22) foi o primeiro a abordar esse tema, em editorial do Journal of the American School Health Association, citando a necessidade de se estudar a qualidade de vida dos estudantes universitários.
NoBrasil, é possível encontrar algumas pesquisas relacionadas à qualidade de vida dos estudantes universitários, mas ainda faltam pesquisas abordando todas as regiões brasileiras e os mais variados...
tracking img