Ciencia politica e teoria geral do estado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3125 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1- Qual é o objeto de estudo da Ciência Política? Como foi o seu surgimento? Como ocorreu o surgimento da Ciência Política no Brasil?
R Ciência política é o estudo da política, dos sistemas políticos, das organizações políticas e dos processos políticos. Os Cientistas Políticos podem estudar instituições como corporações ou empresas, uniões ou sindicatos, igrejas ou outras organizações cujasestruturas e processos de ação se aproximem de um governo, em complexidade e interconexão. Conhecimento ordenado, racional, objetivo e metódico de uma realidade política, a ser recepcionado pela Teoria do Estado, permitindo-se se saber se é possível, e de que modo, o Estado deve atuar em mundo globalizado como uma estrutura real e histórica.
Primeira Guerra Mundial e, principalmente, ao final daSegunda Guerra Mundial. Nesse período, os EUA assumiram a posição de nova potência hegemônica mundial e, nos organismos internacionais, no âmbito das Nações Unidas, passaram a irradiar sua influencia. As missões de manutenção da paz e a preservação ou construção da democracia, em nome da qual o país participara da guerra, eram elementos que contribuíam para aumentar a demanda de especialistas naárea da Política, o que fez proliferar cursos da disciplina de Ciência Política em universidades norte-americanas.
A designação de Teoria Geral do Estado entrou enfraquecida em França e só chegou ao Brasil em 1940, durante a ditadura. Teve ingresso no currículo das Faculdades de Direito por conveniência ditatorial e não por imperativos pedagógicos ou prescrição didática. No Brasil, vingam irmãmenteos termos Ciência Política e Teoria Geral do Estado. Tem este último maior acolhida no meio jurídico. Por Ciência Política, estudiosos há, porém neste País que entendem a consideração do fenômeno político em sua máxima amplitude, qual se manifesta na pluralidade das fontes geradoras.

2- Observe este artigo, publicado na edição de O Globo, em 06/05/07, do colunista João Ubaldo Ribeiro:“Talvez hoje em dia, quando me dizem, que as faculdades de Direito formam técnicos em advocacia e não juristas, nem mais nelas se estude a disciplina de Teoria Geral do Estado, que, no meu tempo, a gente pegava logo no primeiro ano. Mas quem não saiu da escola, analfabeto lembra-se de pelo menos alguns modelitos de Estado. Há (“há”, não; quero estar na moda e falar como todo mundo já fala: “você tem”), ouseja, você tem, por exemplo, o Estado do bem-estar social, dos quais o caso logo recordado é a Suécia. Nele o cidadão paga quase tudo o que ganha de impostos, mas o Estado também lhe dá quase tudo e todos vivem bem. E você tem do outro lado o Estado gendarme, o liberal clássico, que exerce funções básicas, como a segurança e outros serviços essenciais, e deixa o resto a cargo do jogo natural deinteresses do indivíduo ou de grupos de indivíduos associados, em nossos dias o popular e nervosíssimo mercado. Você tem, enfim (agora o necessário gerúndio, para ficar logo de vez na moda), de estar fazendo um pequeno esforço para estar lembrando os tipos de Estado, como o totalitário com xilocaína que muitos americanos desejam acabar de instituir por lá, ou o totalitário tipo você-épara-mim-e-eu-não-sou-para-você, como o nazi-fascismo...”.

Agora responda:
a) Como se justifica a importância da disciplina Teoria Geral do Estado para a formação do jurista?
R A Importância da Teoria do Estado, é o estudo do Estado sob vários aspectos, relacionados com a sua origem, com a sua organização, com o seu funcionamento e com as suas finalidades. O seu estudo é essencial para que você possacompreender o Estado, que é a fonte de toda a normatividade jurídica. É essencial para que você possa, posteriormente, estudar o Direito de um Estado específico. É importante observar que você não deve buscar apenas a acumulação dos conhecimentos. Procura desenvolver, sempre, uma consciência crítica, em todos os seus estudos. O Direito não é um fato consumado, mas um “dever ser”. Ele está...
tracking img