Cidades inovadoras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1476 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TURECK, Maria Lucia Zanato1

CIDADES INOVADORAS: DESENVOLVIMENTO DE PLANEJAMENTO URBANO PARA UMA MELHOR QUALIDADE DE VIDA INTRODUÇÃO
A história das cidades demonstra que elas surgiram sem que houvesse o planejamento, desenvolvendo-se de acordo com as necessidades e interesses de grupos sociais. Atualmente o planejamento das cidades é baseado nos automóveis gerando condições urbanasdesqualificadas para pessoas. A poluição sonora, visual e insalubridades conferem à cidade a característica de ambiente inóspito para atividades humanas. Para resgatar-se qualidades ambientais e espaciais urbanas fazse necessária a proposição de ações que tragam o conceito de se inovar os partidos e formas de se pensar o funcionamento da cidade. Ao se planejar uma cidade e ao realizar propostas de DesenhoUrbano, a arborização urbana responde à intenção do Arquiteto Urbanista em criar um ambiente de maior qualidade, uma paisagem mais aprazível ao olhar e um espaço que atenda às necessidades de seus usuários. Sua paisagem, seus elementos construtivos, suas áreas verdes demonstram uma possível qualidade de vida, uma relação de memória e identidade de cada indivíduo com o espaço que lhe confere osentimento de fazer parte. Além da arborização, ao se projetar um ambiente urbano, outro elemento importante é a relação entre o homem e os edifícios, que traz à tona a preocupação com a escala em que o homem é capaz de interagir e valorizar sua percepção. Desta forma, volta-se a atenção e importância às pessoas ao se planejar uma cidade, para que elas sejam protagonistas e se sintam parte integrante eatuante do funcionamento da urbe. A presença da vegetação representa um aspecto de alta relevância social, contribuindo para criação de um cenário a ser utilizado pela sociedade, que se torna espectadora e se manifestará atuando nas dinâmicas urbanas. E além disso, viver numa cidade pensada para as atividades das pessoas é integrar de forma diferente os edifícios e os usuários. Locomover-se,estabelecer-se, habitar e trabalhar pode e deve ser de forma mais compatível com as necessidades perceptivas e sensoriais do ser humano, influenciando positivamente a qualidade de vida. A cidade criada para as pessoas, ao convívio ao nível dos olhos, segundo Jan Gehl (2012), é o caminho para que se estenda para as pessoas o direito de se tornarem prioridade no planejamento de uma cidade, através dacriação de espaços exclusivos para pessoas onde carros não transitem e que haja a criação de ciclovias, melhorias de transporte público e de espaços para pedestres. Assim, criam-se espaços e ambientes mais tranquilos para se viver e o despertar o interesse em manter o contato mais intimo com a cidade.

FUHR, Rafaela2 POPENGA, Jordana2 maluztureck@hotmail.com Faculdade Assis Gurgacz1

RESULTADOSO Novo Urbanismo planeja e projeta grandes espaços para o conforto e prazer do pedestre, através de redes de ruas inteiras para os pedestres. Copenhague, na Dinamarca, é considerada uma das maiores cidades para pedestre do mundo, pois trabalha continuamente na melhoria da qualidade de vida em suas ruas, além de herdar uma grade estreita de ruas medievais, que dificulta o trânsito de carros. Há 40anos a principal rua da cidade foi transformada em uma via para pedestres e, desde então, pequenas mudanças ocorrem com o objetivo de criar um lugar mais amigável para os pedestres (COLIN, 2012). A oportunidade de se andar por entre lojas, restaurantes, quiosques, cafés e mercados ao ar livre, em bairros onde não haja espaço para automóvel e centros de trabalho, pode oferecer, tanto econômica comosocialmente, uma grande variedade de interesses e vitalidade a uma área da cidade. Copenhague obteve estes resultados a partir de um programa de dez passos: - Conversão de ruas em vias para pedestres; - Redução gradual do tráfego e estacionamentos, com redução no número de carros no centro e a cada ano são eliminados de dois a três por cento das vagas de estacionamento; - Transformação de lotes...
tracking img