Cidade dos homens

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (257 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os alunos citados, no episódio “cidade dos homens”, possuíam informações e conhecimentos prévios do seu cotidiano. A professora não questionou os alunos, emnenhum momento, sobre o que eles conheciam do tema que ela estava abordando, ela simplesmente passou slides com informações sobre o conteúdo.
A aula foi umaglomerado de informações “transmitidas para alunos passivos”, como observamos nas “Orientações Curriculares”, um fato corrente nas aulas de história das escolasbrasileiras.
Por vezes as crianças tentam interferir, questionando a professora sobre coisas que elas não entendiam, mas eram “podados” por ela que queria“continuar a dar sua aula” e transmitir seu conhecimento, não construindo junto com os alunos o saber.
Fica claro que a quantidade de informações, como foi passadaaos alunos, acabou dificultando a compreensão, eles nem lembravam da aula passada, até que Acerola, de maneira surpreendente, começa a relacionar o dia a dia delecom o conteúdo passado pela professora e dá um verdadeiro show de explicação, utilizando-se do seu cotidiano de morro, para explicar, da sua maneira, a sobre asinvasões Napoleônicas e a vinda da família real para o Brasil.
A professora utiliza-se do ensino tradicional da História, tentando transmitir aos educandosfatos históricos que não condizem com a realidade deles, sem ao menos relacionar estes fatos com o cotidiano em que eles vivem. Já Acerola, relaciona aquilo que eleouviu na aula passada, com o seu cotidiano e, do seu jeito consegue “ensinar” a sala. Ele construiu, a partir do que ele vive, o seu saber sobre a aula.
tracking img