Cidadania no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (709 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Antes de tudo o mais, é válido esclarecer o conceito de cidadania à luz da Obra de José Murilo de Carvalho “Cidadania no Brasil”. Para o autor, a cidadania plena somente seria alcançada quando osdireitos civis, políticos e sociais fossem adquiridos. Os direitos a vida, à propriedade, à igualdade, são os chamados direitos civis, os direitos políticos referem-se ao direito de votar e ser votado, epor fim, os direitos sociais que garantem a participação nas riquezas coletivas (a educação, salários justos, a saúde dentre outros).

No livro “Cidadania no Brasil – O longo Caminho” de JoséMurilo de Carvalho, o autor discorre sobre o avanço da cidadania no Brasil, demonstrando como ocorreu a aquisição dos direitos civis, políticos e sociais, desde o período colonial. O cientista políticocompara este processo com o modelo inglês de surgimento dos direitos da Teoria de Marshall, que considera a cidadania plena quando os três tipos de direitos são conquistados.

Na Inglaterra,primeiramente foram introduzidos os direitos civis (séc.XVIII) e, somente um século mais tarde, quando estes estavam bem consolidados, os direitos políticos. Já os direitos sociais foram conquistados peloscidadãos ingleses posteriormente (séc. XX), principalmente pelas lutas sociais dos operários após a revolução industrial.

No Brasil, a ordem cronológica destes direitos e a forma como surgiram foramdiferentes. Neste caso, o autor considera que a pirâmide dos direitos de Marshall foi invertida. Os direitos sociais, últimos a serem conquistados na Inglaterra, foram os primeiros a surgirem noBrasil, durante a Era Vargas. Neste período ditatorial, Getúlio suprime os direitos políticos, reduz os direitos civis e amplia os direitos sociais. Através deste paternalismo social, consegue alegitimidade do seu poder e conquista o apoio popular.

É mister salientar que não é adequado a afirmação de que não houve ganhos civis e políticos antes de 1930. A independência em 1822, apesar de sua...
tracking img