Cibercultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1073 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Cibercultura

Por: Giselle Mello dos Santos

Os fenômenos culturais só funcionam culturalmente porque são também fenômenos comunicativos. [1]

Se procurarmos através do site de pesquisa Google uma definição para o conceito de cibercultura, seremos bombardeados de informações, com a velocidade de apenas um clique. Nesse“dicionário livre” encontramos as seguintes definições:
• A palavra cibercultura significa um conjunto de aspectos e padrões culturais relacionados com a internet e a comunicação em redes de computadores.
• Cibercultura é um termo vulgar para o estudo das relações sociais e da formação de comunidades em ambientes de rede, que estão sendo ampliadas frente apopularização da internet e de outras tecnologias que possibilitam a interação entre pessoas.
• A cibercultura é definida como um conjunto de técnicas, práticas, atitudes, modos de pensamento e valores que se desenvolvem juntamente com o crescimento da internet como um meio de comunicação, que surge com a interconexão mundial de computadores.

Para que possamos entender oconceito de cibercultura é preciso perceber a maneira como ocorrem as transformações no cotidiano dos indivíduos, o “modo como as pessoas produzem o sentido de sua vida e como se comunicam e usam os meios” [2]
Diferente da cultura de massa (jornais, televisão, rádio, revista, etc.) que apenas transmitia, tornando o indivíduo um mero receptor, a cibercultura estabelece a estrutura “pós-massiva”,onde pela primeira vez, qualquer pessoa pode criar e publicar informações de qualquer lugar do mundo, sendo essas informações em forma de textos, imagens ou sons. Um exemplo disso são os blogs, as redes de relacionamentos (Orkut, Facebook, Beltrano, etc.), os vídeos e as músicas no youtube, entre outros.

[pic]
A primeira característica das mídias digitais é a liberação do pólo da emissão.Atualmente nos deparamos com inúmeros fenômenos sociais, onde o indivíduo, que antes era um simples receptor, passa a poder produzir e emitir as informações. Além dos já mencionados blogs e podcasts, os dispositivos móveis também fazem parte da emissão livre. Através deles, as pessoas passam informações e imagens dos acontecimentos de diferentes lugares do planeta.
A segunda característica é aconexão. Não adianta produzir e emitir sem compartilhar em rede, é preciso que haja uma troca, que se entre em contato com outras pessoas e assim fazer circular as informações. Como lembra Lemos (2007) [3], a internet é um lugar de compartilhamento, de troca de informações. Ainda sobre o assunto, Lemos diz:

Esse é mesmo um traço característico da cibercultura: o uso dasredes e tecnologias de comunicação e informação para a criação de vínculos sociais locais, comunitários e mesmo planetários. O princípio de emissão está acoplado assim ao princípio de conexão generalizada de troca de informação. E isso será rico em conseqüências.[4]
A terceira e ultima característica é a reconfiguração. Sempre que houver emissão livre e conexão haverá também mudança e movimento. Umexemplo disso, é que hoje existem sistemas que permitem a modificação, a cópia e a distribuição de obras, com várias modulações de proteção autoral.
Com a cibercultura, o cotidiano das pessoas passa a reunir uma série de aparatos tecnológicos. As crianças já nascem em um mundo que é digital, conectado, móvel e programável. Os jovens estão cada vez mais conectados com esse mundo. De acordo comOliveira (2005) [5]:

Os quartos dos adolescentes e dos jovens são, cada vez mais, câmeras de conexão com o mundo: 57% dos jovens têm televisão no seu próprio quarto e 24% têm computador nas mesmas condições. Isso significa uma grande autonomia no uso desses meios, inclusive em relação ao tempo e à forma de uso.

Na cibercultura existe uma linguagem digital construída a...
tracking img