Choque

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1074 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CHOQUES
São manifestações que desequilibra o volume circulante de sangue e o sistema vascular. Causa deficiência do sistema circulatório em levar oxigênios para os tecidos, causando hipóxia e consequentemente a morte das células que leva a morte dos tecidos e depois os órgãos.

EXISTEM VÁRIOS TIPOS DE CHOQUE:
CARDIOGÊNICO: É uma lesão no miocárdio que o leva a falência. E impede o bombeamentodo sangue para todo o corpo, levando-o ao choque. (infarto, arritmia, obstrução, entre outras é o que leva a lesão no miocárdio)
SINAIS E SINTOMAS:
Taquicardia;
Palidez;
Pulso irregular;
Hipotermia
Cianose;
Perda da consciência;
Pressão arterial baixa.
Os sinais e sintomas são semelhantes aos do choque hipovolêmico, mas as veias do pescoço incham.
ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM:
Posicionaro paciente em confortavelmente;
Monitorar sinais vitais;
Avaliar estado de consciência;
Administração de diuréticos (controle de líquidos);
Oxigenação;
Sedação se necessário;
Controle de arritmias;
Administrar medicamentos sobe prescrição;

HIPOVOLÊMICO: Caracterizado pela perda de líquido interno ou externo.
Perdas Sanguíneas: hemorragia interna ou externa;
Perda de Plasma: queimadurasou peritonites;
Perda de Fluidos e Eletrólitos: vômitos e diarreias.
SINAIS E SINTOMAS:
Taquicardia;
Palidez;
Arritmia;
Hipotermia;
Perda da consciência;
Pressão arterial baixa.
Diagnóstico: O diagnóstico deste tipo de choque pode ser rápido e fácil se o doente apresentar sinais clínicos de instabilidade hemodinâmica e se a fonte da perda de volume for evidente.
No entanto, hásituações em que esta fonte de perda é oculta, tornando o diagnóstico mais difícil.
ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM:
Monitorar sinais vitais;
Manter vigilância constante;
Avaliar estado de consciência;
Atentar-se na pressão arterial.
Se for hemorragia externa atenta-se para sinais de infecção e trocar curativo diariamente dependendo da condição do ferimento;
Administrar medicamentos sobe prescrição médica;ANAFILÁTICO: É uma reação alérgica, de hipersensibilidade imediata e severa, que afeta o corpo todo.
SINAIS E SINTOMAS:
Dispneia; Pele pálida;
Hipotermia;
Sudorese;
Pulso rápido;
Pele avermelhada;Coceira;
Confusão mental;
Edema de glote, olhos e lábios;
Inconsciência;
Incontinência.
ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM
Posicionar o paciente confortavelmente;
Administrar O2;
Manter a normotermia;
Inserir SVD;
Hidratação venosa.
Administrar diuréticos;
Fazer balanço hídrico.
Administrar medicamentos sobe prescrição médica (antialérgico)
Observar o paciente por 4-6 horas depois deestabilizado.
Em casos mais graves, observá-lo entre 10-14 horas.
Deixar a cabeceira elevada para facilitar a respiração.
Vigiar regularmente a respiração e a pulsação;

NEUROGÊNICO: Geralmente ocorre por uma lesão do sistema nervoso simpático (na medula espinhal). Este sistema é importante no controle da taxa e força de contrações cardíacas em resposta a fatores como stress e outros.
Também tem açãovasoconstritora periférica (na pele e músculos) e, portanto, a sua interrupção, gera vasodilatação. A vasodilatação periférica retém grandes quantidades de sangue, e aliada à falta de força e ritmo cardíacos, leva à hipotensão e depois ao choque.
SINAIS E SINTOMAS:
Pele seca e quente;
Cianose;
Hipotensão;
Bradicardia;
Vasodilatação;
Pele avermelhada;
ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM:
Posicionaro paciente confortavelmente;
Monitorar sinais vitais;
Hidratar a pele;
Administrar Vasoconstritores (prescritos);
Movimentar o paciente cuidadosamente em caso de lesões na medula espinhal;
Elevar as pernas cuidadosamente;
Observar o estado de consciência;

SÉPTCO: É a incapacidade do organismo em reagir a uma infecção provocada por bactérias ou vírus na corrente sanguínea que liberam...
tracking img