Chaui

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2281 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CHAUÍ, Marilena. “Cultura do Povo e Autoritarismo das Elites”, in: Cultura e Democracia: o discurso competente e outras falas, São Paulo, Moderna, 1981[1].


Cultura das elites e cultura do povo. Sentido da conjunção e:

1) Primeiro percurso interpretativo: “a cultura do povo é ou não é uma recusa explícita ou implícita da cultura das elites?” (p.40 - grifo meu)
No caso de uma respostaafirmativa, “estaremos diante de duas culturas realmente diferentes que exprimiram a existência de diferenças sociais, de sorte que seria preciso admitir que a sociedade não é um todo unitário, mas encontra-se internamente dividida”
Se a sociedade está realmente dividida, encontramo-nos diante de uma tentativa de camuflagem: “Neste caso, o autoritarismo das elites se manifestaria na necessidade dedissimular a divisão, vindo abater-se contra a cultura do povo para anulá-la, absorvendo-a numa universalidade abstrata, sempre necessária à dominação em uma sociedade fundada na luta de classes. Elite significaria precisamente elitismo e segregação, mas, ao mesmo tempo, afirmação de um padrão cultural único e tido como o melhor para todos os membros da sociedade. (...) Assim, negando o direito àexistência para a cultura do povo (como cultura ‘menor’, ‘atrasada’ ou ‘tradicional’) e negando o direito à fruição da cultura ‘melhor’ aos membros do povo, as elites surgem como autoritárias por ‘essência’. Em outras palavras, a expressão ´autoritarismo das elites' é redundante”.

2) Segunda linha interpretativa: “em que medida a cultura do povo reproduz o autoritarismo das elites, uma vez que‘as idéias dominantes de uma época são as idéias da classe dominante dessa época’. Neste caso, um observador poderia pensar na diferença entre duas culturas distintas e não na variação de grau do mesmo padrão de cultura. Elite continua sendo o paradigma: “Nesta perspectiva, a cultura do povo, em lugar de ser a recusa do que se passa na esfera das elites, seria, antes, um instrumento para a dominaçãopor parte daqueles que detêm o poder e que nele são mantidos na qualidade de elites justamente por serem tomados como paradigma do ‘melhor’. A que todos aspiram”. (p.40)

3) Por fim, uma outra possibilidade interpretativa seria indagarmos se há ou não uma contradição entre os termos. Assim, povo não seria somente um termo diferente de elite, mas o oposto: “Neste caso, seríamos levados a afirmarque a cultura do povo é não-autoritária. Todavia, sendo a contradição uma relação intrínseca entre termos, a designação do não-autoritarismo popular exige que este seja uma negação determinada, isto é, exige que encontremos aquilo que o povo nega, e não outra coisa qualquer. Se a negação permanecer indeterminada, se qualquer coisa puder ser vista como recusa ou como oposição do povo à elite, acontradição estará fadada a permanecer na sombra. Para que venha à luz caberia iluminar o espaço onde o que é afirmado por uns é negado por outros” (p. 41 - alerta de Chauí contra interpretações ‘simplistas’).

Chauí defende que as três perspectivas podem levar a uma dicotomia que pressupõe transparência das duas partes: povo e elite. Mas a autora afirma que os limites são tênues. Portanto,propõe-se a abordar o termo ideologia.

Ideologia: esforço imaginário (mas não ilusório) de estabelecer uma coincidência entre o discurso social e político e o discurso sobre o social e o político. (Realidade = representação sobre.). Então, ideologia soterra a diferença e a contradição, através de um discurso coercitivo, mesmo quando esta coerção não é visível. Aliás, quando a coerção não évivível, ainda assim ela existe, mas transformada em “consenso invisível e interiorizado”. Autoritarismo da ideologia:
p.42 – “As ‘classes laboriosas’ e as ‘classes dirigentes’ são apenas variantes do cidadão e da pessoa, contidas em germe na natureza humana. Contudo, visto que não é exatamente dessa maneira que as coisas se passam na realidade, a imposição de um mesmo corpus de representações e...
tracking img