Cerveja

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1409 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Caso: A INDÚSTRIA CERVEJEIRA EUROPEIA E AS FORÇAS GLOBAIS


Unidade Curricular: Gestão Estratégica



Curso: Gestão de Empresas

Unidade Curricular: Gestão Estratégica
D
1. Quais são as principais tendências da indústria cervejeira europeia?

a. Em termos de concentração/fragmentação:
A indústria cervejeira europeia tem vindo a tornar-se mais concentrada (isto é cada vez menosoperadores) devido ao aumento do poder das multinacionais, visto que existem pressões globais para a consolidação do mercado devido ao excesso de capacidade da indústria e isto tem resultado numa maior atenção à contenção de custos e reforço das suas marcas. No entanto esta situação não é generalizada pois na Alemanha o mercado da cerveja é altamente fragmentado com cerca de 1200 cervejarias.

b.Em termos de soluções adoptadas no desenvolvimento estratégico: alianças e fusões & aquisições:
De acordo com o artigo, existe uma tendência crescente para a consolidação do mercado. As empresas têm adoptado soluções estratégicas tais como: alianças estratégicas, fusões & aquisições e licenciamentos, nomeadamente, as empresas líderes. Estas empresas concorrem para conseguirem maior quotade mercado e uma posição dominante na indústria. Torna-se ainda mais difícil às empresas o conseguirem pois o mercado tem excesso de capacidade e isso significa muita concorrência e muita oferta e por isso a competitividade torna-se feroz na disputa de um lugar de topo. «A cota de mercado consolidada dos maiores 20 fabricantes de cerveja aumentou de 51% em 1990 para 65% no ano de 2000».

c. Emtermos de consumo por países/grupos de países:
A principal tendência em termos de consumo são bebidas alcóolicas, no entanto a indústria sofreu um queda no volume de vendas e isto deveu-se ao facto de cada vez mais os consumidores estarem cientes da importância de optarem por um estilo de vida saudável e prescindirem dessas bebidas em prol de outras menos prejudiciais à saúde (bebidas sem álcool).Existe uma parte da Europa, nomeadamente, a Europa Ocidental, onde existe um grande consumo de cerveja tendo como países mais consumidores desta bebida: Alemanha e Reino Unido. Já na Europa Oriental o consumo é relativamente baixo assim como a região do Pacífico Asiático. Também verificou-se que a procura de cerveja com sabor aumento significativamente, por exemplo, na Alemanha as vendas decerveja com novos sabores, tais como: limão lima, soda ou cola aumentaram até 30% no ano de 2002.
As cervejas chamadas «lager» são a o tipo de cerveja mais comum quer em Portugal, quer no resto do mundo. A Alemanha tem uma cerveja do tipo «pale lager» chamada Pilsner que em 2002 dominava o mercado com uma quota de 67%.Também o mesmo acontece no Reino Unido em que os produtores de cerveja «lager» e «premium lager» dominam o mercado interno.

d. Em termos de rede de distribuição das empresas (própria/alheia):
A tendência é para cada vez mais as empresas possuirem redes de distribuição alheias pois isso garante muito mais rapidamente o escoamento do produto mas com a desvantagem de não haver um enaltecimentoda marca o que conduzirá a uma desvalorização do preço pois existe uma maior variedade de marcas.
O Reino Unido era conhecido por ter cadeias próprias de pubs no entanto houve uma mudança no sentido contrário. Actualmente, eles possuem redes de distribuição alheia. Dado que as grandes superfícies conseguem escoar rapidamente a cerveja elas possuem um poder negocial muito forte perante osfornecedores podendo exigir até condições de fornecimento de produto e exercer um maior poder de compra sobre a indústia cervejeira. Isto resultará numa redução da procura de cerveja de pressão, pois existe uma exportação limitada de cerveja tradicional britânica, uma vez que a procura é relativamente escassa e daí que o foco seja no mercado interno. Também na Alemanha as marcas de cerveja a preço...
tracking img