central de material esterelizado

Páginas: 9 (2062 palavras) Publicado: 11 de novembro de 2013

Central de Material Esterilizado
O reprocessamento de artigos médico-hospitalares vem ganhando grande importância dentro das instituições de saúde, seja pela questão econômica, seja pelas ocorrências de contaminação em pacientes que chegaram, em certos momentos de nossa história recente, a serem consideradas epidêmicas. Neste contexto, a central de processamento e reprocessamento de artigos,ou simplesmente Central de Material Esterilizado (CME), tem sido alvo de pesquisa e investimentos e mostra que está evoluindo.
“Antes não tínhamos o advento do equipamento. Na central de material há hoje um grande leque tecnológico. Há, por exemplo, pistolas de ar comprimido, há bisturis, cabos de bisturi, termo desinfectadoras, autoclaves flash, por formaldeído, por vapor, por peróxido dehidrogênio etc. Anteriormente, fazíamos todo esse trabalho à mão”, lembra Janete Akamine, ex-coordenadora do Hospital Santa Catarina, presidente da SOBECC (Associação Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização). Para Janete, que está assumindo a coordenação da CME do Hospital Vitória, em São Paulo, algo que contribuiu bastante para ohospital no contexto geral foi o advento da certificação, independentemente de qual seja, nacional ou internacional. “A certificação evidenciou o trabalho que nós fazemos. No passado, a CME era estigmatizada. Quando você queria punir um funcionário-problema, o mandava para lá. Hoje, a CME é vista como uma área extremamente especializada, assim como uma UTI, assim como um centro cirúrgico”, diz. Áreasda CME A CME tradicional pode ser dividida em três áreas básicas: a área de recepção de materiais contaminados ou potencialmente contaminados (também chamado de expurgo), a área de preparo e embalagem e a área de materiais estéreis destinados à distribuição (arsenal). “Embora este modelo tradicional tenha passado por grandes mudanças conceituais, estas desempenham funções específicas que demandamequipamentos e pessoal apropriado para cada atividade”, resume o engenheiro Gerson Roberto Luqueta, professor da Faculdade de Tecnologia Arthur de Azevedo (FATEC – Mogi Mirim) e especialista em esterilização e controle de contaminação.

Expurgo
O sucesso de um artigo reprocessado com qualidade depende dos procedimentos adotados neste ambiente, já que todo o material recebido neste setordeverá passar por uma redução da carga microbiana e remoção dos agentes externos que possam impedir a ação do agente esterilizante. Sabe-se, por exemplo, que as ocorrências recentes de microbactéria em todo o país se deram em parte pela falha no processo de limpeza. “A prática mais antiga neste setor consistia em trabalho puramente manual, executado por profissional relativamente treinado, mas semgrandes exigências de formação. Hoje, sabemos que a simples prática de limpeza manual não permite a correta eliminação dos agentes indesejáveis, pois não elimina a sujidade em materiais mais complexos”, diz Luqueta. Para que um expurgo funcione a contento, afirma o engenheiro, deve ser equipado com estrutura que permita a desmontagem, limpeza plena dos artigos (inclusive com eliminação de proteínas eprevenção de formação de biofilme) e mecanismos de inspeção dos resultados obtidos. Os equipamentos mínimos a serem instalados neste setor vão depender dos materiais a serem reprocessados. “Toda central que reprocessa cânulas, por exemplo, deve contar com um equipamento para limpeza por ultrassom que permita a remoção da sujidade interna destes instrumentos”, conta Luqueta.

O engenheirorecomenda também que toda central possua sistema de limpeza automatizada, para garantir a repetibilidade do reprocessamento e reduzir os riscos operacionais. As termo desinfectoras seriam, neste quesito, recursos quase que obrigatórios nas CMEs atuais. Outra vantagem da termo desinfectora apontada por Luqueta é o uso do processo de redução da carga microbiana através de calor, reduzindo o uso de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Central Material Esterelizado
  • Central de material esterelizados
  • CME- CENTRAL DE MATERIAL ESTERELIZADO
  • CENTRAL DE MATERIAL ESTERELIZADO
  • CENTRO DE MATERIAL ESTERELIZADO 2
  • Central de Materiais
  • Central de Materiais
  • Cme.central de material esterelizado

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!