Celulas tronco

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3233 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O que são células-tronco
Células-tronco podem ser definidas como células capazes de originar novas células-tronco ou diferenciando-se em células mais especializadas. São dividas de acordo com sua capacidade de gerar outros tipos celulares, em totipotentes, pluripotentes ou multipotentes. Células totipotentes seriam aquelas capazes de diferenciar-se em todos os tipos de celulas necessários paraformação de um novo ser humano, e originar outra igual e de mesma capacidade. As células pluripotentes poderiam gerar todos os tipos celulares de um indivíduo, mas não seriam capazes de gerar os tecidos placentários, assim como não poderiam formar novas células totipotentes. Por fim, as células multipotentes poderiam gerar apenas alguns tipos celulares do indivíduo, dependendo de sua origem. Acélula-tronco por excelência é o zigoto, capaz de dar origem a um novo indivíduo com todos seus diferentes tipos celulares que, ao longo do seu processo de multiplicação celular, as células filhas tornam-se cada vez mais especializadas, perdendo sua capacidade de gerar diferentes tipos celulares e até mesmo sua capacidade de multiplicar-se. São células embrionárias que foram obtidas, pela primeira vez,em 1998 por James Thompson, nos Estados Unidos. Elas foram extraídas da massa celular interna de embriões fertilizados in vitro e não implantados. Estas células são semeadas e amplificadas em cultura para serem utilizadas posteriormente para terapia. Estudos têm tentado utilizar diferentes estímulos para diferenciar estas células em células especializadas como neurônios, cardiomiócitos,hepatócitos, célula beta da ilhota pancreática. Somente no último século, foi descoberto que algumas células do adulto ainda guardam características de células-tronco, autodividindo-se e sendo capazes de dar origem a outros tipos celulares. Estas células passaram a ser chamadas de células-tronco adultas em contraste com as originadas dos tecidos embrionários. Sua presença foi descrita na medula óssea,sangue de cordão umbilical, líquido amniótico, polpa dentária, criptas intestinais, gordura visceral e músculo esquelético entre outros.

Células-Tronco Adultas Células-Tronco Embrionárias

Estudos clínicos fase I – III Estudos in vitro e em animais
Não geram células especializadas São capazes de gerar célulasespecializadas
Não são imunogênicas Potencialmente imunogênicas
Não precisam ser cultivadas Necessitam expansão em cultura
Não há evidência de tumorigênese Tumorigênese em animais
Não são alergênicas Alergênicas
Eficácia comprovada Precisa deavaliação de segurança gênica,
integração e funcionalidade

Aplicações para terapia das células tronco
• Câncer - para reconstrução dos tecidos;
• Doenças do coração - para reposição do tecido isquêmico com células cardíacas saudáveis e para o crescimento de novos vasos;
• Osteoporose - por repopular o osso com célulasnovas e fortes;
• Doença de Parkinson - para reposição das células cerebrais produtores de dopamina;
• Diabetes - para infundir o pâncreas com novas células produtoras de insulina;
• Cegueira - para repor as células da retina;
• Danos na medula espinhal - para reposição das células neurais da medula espinhal;
• Doenças renais - para repor as células, tecidos ou mesmo o rim inteiro;
• Doençahepática - para repor as células hepáticas ou fígado todo;
• Esclerose lateral amiotrófica - para a geração de novo tecido neural ao longo da medula espinal e corpo;
• Doença de Alzheimer - células tronco poderiam tornar-se parte da cura pela reposição e cura das células cerebrais;
• Distrofia muscular - para a reposição muscular e, possivelmente, carreando genes que promovem a cura;
•...
tracking img