Celulas-tronco

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1437 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1- Introdução

A produção de diferentes tipos de células em

laboratório e sua utilização para recuperar tecidos

ou órgãos lesados está deixando de ser um sonho.

Estudos com células-tronco vêm demonstrando que

elas podem se diferenciar em todos os tipos

celulares presentes em um organismo adulto, e

acredita-se que tal processo será controlado em

breve. Mesmo osdebates éticos e religiosos sobre

o uso de células-tronco retiradas de embriões

perderam o sentido, com a descoberta de que

essas células existem em indivíduos adultos e

mantêm sua capacidade de diferenciação. Assim,

a busca pelo entendimento total dos mecanismos

que fazem o ser humano continua. Enquanto isso,

os cientistas também aplicam os conhecimentos

obtidos naspesquisas em atividades que já são

parte do cotidiano.

A CELULA-TRONCO

Com o avanço nas pesquisas na área de genética,

os estudos sobre as células tronco tem sido alvo

principal do interesse de todos. Por ser um tipo de

célula que pode se diferenciar e constituir diferentes

tecidos no organismo tem uma capacidade

especial, já que as demais células geralmente sópodem fazer parte de um tecido específico,outra

capacidade especial das células-tronco é a auto-

replicação, elas podem gerar cópias idênticas de si

mesmas. E é por causa dessas duas capacidades

especiais que as diferefem das demais células que

são objeto de intensas pesquisas na atualidade,

pois poderiam no futuro funcionar como células

substitutas em tecidoslesionados ou doentes,

como nos casos de Alzheimer, Parkinson e

doenças neuromusculares em geral, ou ainda no

lugar de células que o organismo deixa de produzir

por alguma deficiência, como no caso de diabetes.

As células-tronco podem ser chamadas de adulta e

embrionária. As células-tronco adultas mais

utilizadas são as células-tronco da medula óssea e

do sangue de cordãoumbilical. As células-tronco

embrionárias são derivadas do embrião de até 5

dias que estão congelados nas clínicas de

fertilização. Neste caso, os casais podem doar

para a pesquisa, com fins terapêuticos, os

embriões excedentes que não foram utilizados para

a implantação no útero.
As células-tronco são classificadas como:

Totipotentes ou embrionárias - São as queconseguem se diferenciar em todos os 216 tecidos

(inclusive a placenta e anexos embrionários) que

formam o corpo humano.

Pluripotentes ou multipotentes - São as que

conseguem se diferenciar em quase todos os

tecidos humanos, menos placenta e anexos

embrionários. Alguns trabalhos classificam as

multipotentes como aquelas com capacidade de

formar um número menor detecidos do que as

pluripotentes, enquanto outros acham que as duas

definições são sinônimas.

Oligopotentes - Aquelas que conseguem

diferenciar-se em poucos tecidos.

Unipotentes - As que conseguem diferenciar-se em

um único tecido.

As células-tronco totipotentes e pluripotentes (ou

multipotentes) só são encontradas nos embriões.

As totipotentes são aquelaspresentes nas

primeiras fases da divisão, quando o embrião tem

até 16 - 32 células (até três ou quatro dias de vida).

As pluripotentes ou multipotentes surgem quando o

embrião atinge a fase de blastocisto (a partir de 32

-64 células, aproximadamente a partir do 5.o dia de

vida) - as células internas do blastocisto são

pluripotentes enquanto as células da membrana

externado blastocisto destinam-se a produzir a

placenta e as membranas embrionárias.

As células-tronco oligopotentes ainda são objeto de

pesquisas, mas podemos dizer como exemplo que

são encontradas no trato intestinal.

As unipotentes estão presentes no tecido cerebral

adulto e na próstata, por exemplo.

• Terapia com células-tronco

Para tratar doenças e lesões através da...
tracking img