Ccih comissão de controle de infecção hospitalar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 8 (1800 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 1 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Em um hospital, a rotina diária de atendimentos e procedimentos, bem como a intensa circulação de pessoas em diversas condições de salubridade sujeitam este ambiente a oferecer potenciais riscos de contaminação e infecção aos que transitam, trabalham e vivem no mesmo.
Infecção é uma doença que envolve microrganismos (bactérias, fungos, vírus e protozoários). Inicialmente ocorre apenetração do agente infeccioso (microrganismos) no corpo do hospedeiro (ser humano) e há proliferação (multiplicação dos microrganismos), com conseqüente apresentação de sinais e sintomas. Estas podem ter um local preciso para sua proliferação.
A CCIH (Comissão de Controle de Infecção Hospitalar) tem o objetivo não apenas prevenir e combater à infecção hospitalar, trazendo assim benefícios atodos que são ali atendidos, mas também visa proteger o hospital e o corpo clínico. Deve haver um rigoroso e organizado arquivo dos documentos que comprovem a legalidade de sua existência, bem como o detalhamento das rotinas de funcionamento, protocolos sobre o tratamento aplicado aos pacientes e, sobretudo os dados estatísticos que evidenciem os índices de infecção do hospital, para que, numapossível solicitação judicial possam ser comprovados, e podendo estabelecer comparativos dos índices de infecção dentro dos limites aceitáveis.
O presente trabalho objetiva estudar e conhecer as responsabilidades da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, bem como os profissionais envolvidos na sua formação, as bases legais que instituíram a obrigatoriedade da CCIH e concluir a importância da suaefetiva atividade dentro do ambiente nosocomial.
Infecção hospitalar
De acordo com o Ministério da Saúde, entende-se por infecção hospitalar qualquer infecção adquirida após a admissão do paciente na Unidade Hospitalar e que se manifeste durante a internação ou mesmo após a alta - variando de acordo com o período de latência do agente infectante - quando puder ser relacionada com a hospitalizaçãoou os procedimentos hospitalares.
A IH é geralmente provocada pela própria flora bacteriana do paciente, que se desequilibra pelo estado de saúde, cujo mecanismo de defesa contra infecções fica debilitado. A infecção pode ser desencadeada pelo uso de procedimentos evasivos (soros, cateteres e cirurgias) ou pelo contato da flora do paciente com a flora bacteriana do hospital. Existem fatores derisco inerentes à saúde de cada indivíduo que isoladamente elevam suas chances de complicações infecciosas.
As bactérias envolvidas nas infecções hospitalares são frequentemente transmitidas a partir do ambiente ou de paciente para paciente. Mais recentemente, o termo “infecção adquirida durante os cuidados de saúde” foi proposto para abranger as infecções adquiridas nos cuidados de longo prazo enas instalações de reabilitação.
As infecções hospitalares tendem a afetar pacientes que são imunocomprometidos devido à idade, doença de base ou tratamento. Outras populações vulneráveis são aquelas com implante de corpos estranhos (tais como cateteres) ou os que recentemente se submeteram ao transplante de órgão.

CCIH   
A década de 50 foi caracterizada pelo início de uma nova era paraas infecções hospitalares e epidemiologia. Uma das primeiras medidas de controle dessas infecções foi à criação de Comissões de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), sob a recomendação da American Hospital Association, em 1958, com objetivo de prover os hospitais americanos de um sistema que lhes permitissem apurar as causas das infecções neles adquiridas e dotá-los de instrumentos necessárioscontra possíveis ações legais movidas pela clientela.    
No Brasil, a preocupação com o controle de infecções hospitalares surge na década de 60 através de publicações dos primeiros relatos sobre o tema. A primeira iniciativa para criação de uma CCIH tem data de 1963, no Hospital Ernesto Dornelles, em Porto Alegre - RS.  
A criação de comissões multidisciplinares, vinculadas a hospitais...
tracking img