I N T R O D U Ç Ã O

À

B I O E S T A T Í S T I C A

EDUARDO
MESTRE

LUIZ
EM

HOEHNE
ESTATÍSTICO COLETIVA

SAÚDE

2003 (a t u a l i z a d a e revista em 2 0 0 7)

OPERAÇÕESALGÉBRICAS E NUMÉRICAS
Arredondamento de decimais Arredondamento para uma casa decimal A regra usada é que se o segundo dígito à direita da vírgula é 4 ou menos, ele é simplesmente esquecido, e o primeirodígito à direita da vírgula continua o mesmo (exemplos A, D). Se o segundo dígito à direita da vírgula é 5 ou mais, então o primeiro dígito à direita da vírgula é acrescido de um (exemplos B, C, E).exemplo A B C D E valor inicial 70,64 2,18 4,55 2,01 5,97 valor arredondado 70,6 2,2 4,6 2,0 6,0

Freqüência Relativa É a proporção de elementos de cada categoria. Supondo, como exemplo, que em umhospital estejam internadas 163 pessoas do sexo feminino e 137 do sexo masculino. Seja a freqüência relativa do sexo feminino denotada por x e a do sexo masculino por y. Como o total das freqüênciasabsolutas vale 300 (163+137) e o total das freqüências relativas vale 100,0% (adotando-se uma casa decimal para proporções), então: 300  100,0% 163  x
⇒ 300 x = 163.100,0 ⇒ x = 163.100,0 163 ⇒ x= ⇒ x ≅54 ,3% 300 3
137.100,0 137 ⇒ y= ⇒ y ≅ 45,7% 300 3

300  100,0% 137  y

⇒ 300 y = 137.100,0 ⇒ y =

Outro modo de cálculo para a freqüência relativa de homens: y ≅ 100,0% - 54,3% ≅ 45,7%Portanto, há no hospital, aproximadamente, 54,3% de mulheres e 45,7% de homens.

1

Somatórios Tem-se que uma aluna fez 4 provas, obtendo as seguintes notas: 3, 7, 9 e 6. Pode-se chamar nota de“variável X” (maiúscula) e os valores que ela assume de “x” (minúscula). Assim, x1 = 3, x 2 = 7 , x3 = 9 , x4 = 6 ; onde o índice dos valores de x varia de 1 até 4. Soma ⇒

∑x
i =1

n

i

(o símbolo Σé a letra grega sigma maiúscula).

A soma dessas notas pode ser escrita por

∑x
i =1

4

i

(lê-se: “somatório de xi , para i variando de

1 a 4”). Portanto,

∑x
i =1

4

i... [continua]

Ler trabalho completo

Citar Este Trabalho

APA

(2013, 04). Cbciss. teorização do serviço social: documento alto de boa vista. rio de janeiro: agir, 1988.. TrabalhosFeitos.com. Retirado 04, 2013, de http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Cbciss-Teoriza%C3%A7%C3%A3o-Do-Servi%C3%A7o-Social-Documento/702082.html

MLA

"Cbciss. teorização do serviço social: documento alto de boa vista. rio de janeiro: agir, 1988." TrabalhosFeitos.com. 04 2013. 2013. 04 2013 <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Cbciss-Teoriza%C3%A7%C3%A3o-Do-Servi%C3%A7o-Social-Documento/702082.html>.

MLA 7

"Cbciss. teorização do serviço social: documento alto de boa vista. rio de janeiro: agir, 1988.." TrabalhosFeitos.com. TrabalhosFeitos.com, 04 2013. Web. 04 2013. <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Cbciss-Teoriza%C3%A7%C3%A3o-Do-Servi%C3%A7o-Social-Documento/702082.html>.

CHICAGO

"Cbciss. teorização do serviço social: documento alto de boa vista. rio de janeiro: agir, 1988.." TrabalhosFeitos.com. 04, 2013. Acessado 04, 2013. http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Cbciss-Teoriza%C3%A7%C3%A3o-Do-Servi%C3%A7o-Social-Documento/702082.html.