Catástrofe no rio de janeiro: o uso do solo urbano em questão

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (685 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de janeiro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Catástrofe no Rio de Janeiro: o uso do solo urbano em questão

Valter Machado da Fonseca

Como acontecem todos os anos, as notícias sobre catástrofes que envolvem centenas de vítimas dasenchentes e inundações, voltam a ganhar as principais manchetes da mídia nacional e internacional. E, novamente os holofotes se voltam para a cidade maravilhosa, que há poucos dias vivia o drama e a trama daocupação do Complexo do Alemão num confronto entre as forças armadas e os chefes da indústria do narcotráfico.
No ano passado, a população mundial assistiu atônita a uma catástrofe de grandesproporções, que vitimou milhares de pessoas, o terremoto do Haiti. Porém, se computarmos apenas as vítimas relacionadas às enchentes e inundações da última década no Brasil, veremos que o número éassustador, superando [e muito] à tragédia do Haiti. E, o pior de tudo, é que elas se repetem todos os anos no período das chuvas. É interessante notar que a mídia utiliza toda a dosagem de sensacionalismopossível para vender as notícias. Veja a afirmação que a TV trouxe como destaque em um de seus noticiários mais badalados: “especialistas afirmam que a tragédia do Rio de Janeiro está relacionada com ouso incorreto do solo urbano”. E, o noticiário continua: “os moradores que habitam as áreas de risco devem abandonar suas casas imediatamente”.
Não é preciso ser especialista para perceber que oproblema das enchentes e inundações, não somente no Rio, mas em 90% das cidades brasileiras está diretamente relacionado à gestão, uso e manejo incorretos do solo urbano. Os moradores devem abandonarsuas casas e ir para onde? Morar debaixo das marquises, pontes e viadutos? Eles não habitam esses locais porque escolheram ou gostam, mas pelo fato de terem sido segregados dos espaços habitáveis dascidades brasileiras. Em sua maioria, são pessoas trabalhadoras que vivem em condições de penúria e extremo sofrimento. Mereciam, pelo menos, um mínimo de respeito por parte das autoridades e do poder...
tracking img