Casos de psicopatia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1455 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic] Kelly Samara Carvalho dos Santos
Nascida em Amambaí – MS, onde foi criada pelos avós maternos, Kelly é conhecida em varias cidades da região pelos golpes que aplicou. Segundo informações de uma tia e da ex-diretora do colégio onde ela estudou, desde pequena não respeitava regras, desobedecia aos professores, furtava objetos e ludibriava as pessoas. O conselho tutelar de Amambaíacompanhou a jovem desde 2001, quando ela começou a aplicar golpes.
Em 22 de agosto de 2007 foi presa acusada de crimes de falsidade ideológica, estelionato e furtos. Bonita, magra, alta e bem vestida, cativava as pessoas por sua simpatia e desenvoltura. Kelly Samara Carvalho dos Santos, que se apresentava como Kelly Tranchesi, também tinha lá seus destemperas: quando não convencia por bem,usava de arrogância, fazia escândalos e destratava pessoas.
Em São Paulo, sem endereço fixo e se hospedando em hotéis caros, Kelly costumava a frequentar lugares badalados, num bairro nobre na Zona Oeste da cidade, os Jardins. Trajando roupas e joias de grife, a jovem alugava carros blindados de luxo, com direito a motoristas. Com aparência milionária, Kelly, sem levantar suspeitas,conquistava a confiança de “amigas” ricas, homens e pessoas idosas. Furtava-lhes joias, dinheiro, cartões de credito e talões de cheques, repassando-os para os comerciantes da região.
Com apenas 19 anos, mas experiente em aplicar golpes, Kelly já se passou por estudante de direito, medica veterinária, empresaria, dermatologista, fazendeira e até filha do presidente do Paraguai. Segundo a policia,a jovem usava mais quatro nomes falsos, escolhia as vitimas também através do site de relacionamento Orkut e aplicava o golpe “Boa Noite Cinderela”.
Mesmo com varias provas, relatos de testemunhas, histórico de sua vida pregressa e prisão em flagrante, a jovem, que ficou conhecida como “golpista dos Jardins” foi solta em 2 de abril de 2008. De acordo com o tribunal de Justiça de São Paulo,Kelly foi liberada após se absolvida por falta de provas.


[pic] Roberto Aparecido Alves Cardoso
Em novembro de 2003, Roberto Aparecido Alves Cardoso, conhecido como Champinha, 16 anos, foi condenado pelo sequestro e pelo assassinato do casal de namorados Felipe Caffé (19 anos) e Liana Friedenbach, de 16. Os crimes ocorreram numa mata de Embu-Guaçu, na Grande São Paulo. Feliperecebeu um tiro na nuca e foi encontrado num córrego. A estudante Liana, durante quatro dias, foi abusada sexualmente por repetidas vezes e morta a facadas na cabeça, nas costas e no tórax.
Outros participantes dos assassinatos também foram condenados por vários anos de reclusão, em presídios comuns, uma vez que na época já eram adultos. No entanto, Champinha, considerado líder do grupo eo mentor dos crimes, foi internado por três anos na Febem Vila Maria (hoje denominada Fundação Casa). Apesar de ser menor de idade, Champinha foi considerado um criminoso extremamente perigoso e com altíssima possibilidade de reincidir no crime. Portanto, sem condições de convívio social.
Depois de muita polemica, no final de 2007 a Justiça determinou que Champinha deverá ser mantido eminstituições com supervisão psiquiátrica – sob vigilância constante e por tempo indeterminado -, e está proibido de realizar atos civis como casar ou abrir contas em bancos, por exemplo. Por falta de um lugar apropriado que atenda a determinação da Justiça, Champinha permanece onde está desde maio de 2007: na unidade Experimental de Saúde da Vila Maria, Zona Norte de São Paulo. Apesar de todas essasmedidas, o destino de Champinha ainda é uma incógnita.






[pic] Lijoel Bento Barbosa
Apontado como um dos criminosos mais procurados do Estado de São Paulo, foi preso pela Policia Militar de Araras. Lijoel, mais conhecido como Joia tinha mais de quarenta anos no crime e 59 de idade. Parecia um senhor pacato, “boa praça”, que costumava usar um chapéu para cumprimentar...
tracking img