Caso ted: uma nova forma de consumir educação

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2638 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal do Rio de Janeiro
Escola de comunicação
2º semestre 2012


Nome: Carina Derschum
DRE: 110055260
Professora: Marta Pinheiro




Caso TED: uma nova forma de consumir educação


Resumo: Este artigo visa apresentar um breve estudo sobre o evento TED, atualmente internacionalizado através do meio digital, e relacioná-lo com as formas de consumir e produzirconhecimento hoje já difundido e aceito em nosso meio. Utilizam-se os conceitos de capital cultural e social, além do termo inteligência coletiva e “think tanks” para justificar o crescimento exponencial da relevância deste no meio organizacional, mostrando o que é o evento através de algumas palestras que ganharam destaque na web.


Palavras Chaves: sociedade do conhecimento, Think Tanks, InteligênciaColetiva, Digital, capital cultural, capital social, capital intelectual.




Introdução:
Desde a revolução industrial e com o avanço no desenvolvimento das tecnologias, o trabalho físico está sendo quase completamente substituído pela máquina. Desde a revolução digital, muito do trabalho exato é feito pelo computador, o que gera como consequência mais tempo livre para o ser humano pensar eser criativo. É apenas a criatividade, a capacidade de entender as referencias para se compreender as formas de propagação do conhecimento (capital cultural) e o potencial de interação entre os indivíduos (capital social)1 que torna o ser humano insubstituível. Por causa dessas alterações no nosso corpo social, passamos a viver o que muitos autores chamam de “sociedade do conhecimento”, ou seja,pensar de uma forma diferente, ser autêntico, é uma quase uma obrigação para fazer parte da coletividade.
Rogério da Costa, professor de Comunicação e Semiótica da PUC-SP, defende em seu artigo “Inteligência Coletiva: comunicação, capitalismo cognitivo e micropolítica” que hoje o sistema político-econômico é o neocapitalismo, um modelo que inclui o capital humano e cultural. Nossa economia atualvive de uma relação estreita entre o sistema produtivo e financeiro e o capital social. Dessa forma se torna necessário a criação de organizações que potencializem a troca de informação entre os indivíduos e assim mantenham a economia mundial em desenvolvimento.
O termo “Think Tanks”, traduzido ao português como “Usinas de Ideias”, são justamente “instituições ou associações que atuam produzindoe difundindo conhecimentos em assuntos estratégicos, visando influenciar transformações sociais, políticas, econômicas ou científicas” (http://pt.wikipedia.org/wiki/Usina_de_ideias), ou seja, são espaços de discussão. Apesar de parecer inovador, o termo já existe desde a década de 50 e instituições que seguem esse modelo datam desde o séc. XIX. No entanto, o que existia antes era em um nívelpolítico militar e apenas na década de 90, quando os estudos sobre capital social se consolidaram que as empresas começaram a perceber a necessidade de se investir no capital intelectual, de realizar uma análise sobre a gestão do conhecimento e estimular a troca de ideias2, e estas acabaram por incorporar os “think tanks” em suas filosofias empresariais.
Ainda dentro da ideia de unir as pessoas deforma a potencializar a capacidade intelectual da sociedade existe o conceito de “inteligência coletiva”, criado por Pierre Levy em seu livro “A Inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço” onde definiu a mesma como “uma inteligência distribuída por toda a parte, incessantemente valorizada, coordenada em tempo real, que resulta em uma mobilização efetiva das competências. Acrescentemosà nossa definição este complemento indispensável: a base e o objetivo da inteligência coletiva são o reconhecimento e o enriquecimento mútuos das pessoas, e não o culto de comunidades fetichizadas ou hipostasiadas. Uma inteligência distribuída por toda parte: tal é o nosso axioma inicial. Ninguém sabe tudo, todos sabem alguma coisa, todo o saber está na humanidade”10. E o que hoje em dia torna...
tracking img