Caso rhodia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 56 (13911 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
No início dos anos 70, a Rhodia Industrias Químicas e Têxteis S/A, sediada no município de cubatão, despejou, na Área Continental, toneladas de resíduos químicos indusriais, com predominância do hexaclorobenzeno, produto cancerígeno e mutagênico, o que provocou sérios problemas ambientais para a região.
A partir do ano de 1977, até aproximadamente 1981, através da subsidiária Rhodia S.A., começarecolher os resíduos tóxicos em caçambas e despejar no meio ambiente a céu aberto, em diverços pontos fora da fábrica. Foram encontrados resíduos tóxicos desde a cidade de Cubatão até a cidade de Itanhaém cerca de 80 km do ponto de origem, onde era oferecido como adubo, e até hoje pairam dúvidas sobre a existência de outros lixões clandestinos da Rhodia na Baixada Santista, se concretizando comoum dos maiores crimes ambientais com este tipo de agente tóxico do nosso planeta.
Ainda em 1992, os operários da fábrica em Cubatão descobrem que, a exemplo dos operários da extinta fábrica de pó da China e das comunidades residentes em Samaritá/SV/SP e Pilões/CBT/SP, também estão intoxicados pelos poluentes da Rhodia - fato comprovado pela presença do hexaclorobenzeno no soro sanguíneo destesoperários (que é um agente utilizado como indicador biológico de exposição) – em virtude do ambiente de trabalho estar totalmente contaminado. O Departamento de Medicina Ocupacional da Rhodia sempre omitiu dos operários esta situação que desconheciam o perigo a que estavam expostos.
Os operários denunciaram o fato ao Ministério Público, que providenciou uma inspeção conjunta entre vários órgãos defiscalização que comprovaram a contaminação ambiental do local e o risco iminente à saúde dos operários
Um dossiê preparado pelo Sindicato dos Trabalhadores Químicos informa que a Rhodia (concessionária da multinacional francesa RhônePoulenc), desde 1976, despejou na Baixada Santista 12 mil toneladas (segundo estimativas mínimas) de resíduos químicos persistentes, comprometendo de formairreversível o ecossistema local.
A saúde dos operários também foi exposta a riscos. O dossiê destaca que “mesmo com a morte de trabalhadores e os sintomas graves de doenças provocadas pelos produtos tóxicos, a Rhodia não mudou de comportamento". Erupções dolorosas na pele conhecidas como cloracnes (também chamadas de caroços), além de disfunções do fígado e alterações do sistema nervoso comprometiamo físico dos trabalhadores, chegando até a contaminar os familiares das vítimas.
Além da poluição durante os processos produtivos, o lixo gerado e espalhado irresponsavelmente pela Rhodia em 11 lixões intoxicou o solo, o ar e a água da região de Cubatão. Pela característica persistente destes poluentes, é fácil concluir que a comunidade da Baixada Santista está ameaçada pela água e alimentoscontaminados.
A areia, fortemente contaminada em função do despejo impróprio do lixo tóxico, seria utilizada, mais tarde, na construção civil. A vila dos pescadores, em Cubatão, foi aterrada com toneladas de areia tóxica. Somente em 1993, com a intervenção do Ministério Público, a extração e comercialização de areia das margens do Rio Cubatão foi proibida. Recentemente, porém, uma nova dragagemfoi realizada no mesmo rio a fim de retirar areia para ser usada na construção civil.
nitidamente favorável à multinacional. Remoção dos resíduos para uma Estação de Espera e posterior eliminação do material contaminado pelo polêmico método de incineração.



1. INTRODUÇÃO
1.1. Violência Barbárie

Não foi por obra do acaso que a ampliação e a consolidação do pólo petroquímico esiderúrgico de Cubatão coincidiu com o regime iniciado pelo golpe de Estado de abril de 1964. Os militares e as classes conservadoras tomaram o poder e inauguraram uma ditadura que se prolongou por mais de duas décadas.
Toda região da Baixada Santista se transformou em "área de segurança nacional"- território livre para o exercício de repressão brutal e de arbítrio sem limites contra a população e a...
tracking img