Caso farmacia pague menos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1270 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

ALISON HENRIQUE SOARES VIEIRA












CASO FARMÁCIA PAGUE MENOS



















Paracatu
2012




ALISON HENRIQUE SOARES VIEIRA














CASO FARMÁCIA PAGUE MENOS









Trabalhoapresentado ao Curso (Processos Gerenciais) da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para as disciplinas do 1°semestre.


Profs. Elisete Zanpronio de Oliveira.
Mônica Maria
Wilson Salvagio
Karen HiramatsuParacatu

2012




INTRODUÇÃO



A farmácia Pague Menos vem superando suas próprias axpectativas no mercado, inovando sempre desde sua criação nos anos 80, tendo como mentor deste sucesso o cearense Francisco Deusmar de Queiros, um empreendedor nato, com criatividade, visão e inovação expandindo assim sua empresa, a rede de farmácias,explorando as peculiaridades de cada região onde abria uma nova empresa, que se consolidou pelas implantações de novas ideias que foram bem aceitas no mercado e seu diferencial é que garante o sucesso das empresas.
























DESENVOLVIMENTO

O cearense Francisco Deusmar de Queirós, de 63 anos, ainda era menino na década de 50 quandocomeçou a ganhar o próprio dinheiro nas ruas de Fortaleza, no Ceará.
Nos anos 80, ele enxergou um enorme potencial para empreender vendendo remédios a preço baixo para a clientela de baixa renda do Nordeste. Hoje, quase três décadas depois, Queirós é dono de uma das principais redes de farmácias do país, a Pague Menos, que faturou mais de 2 bilhões de reais em 2010.Nascido em Amontada, uma cidadezinha do litoral norte do Ceará, onde passou parte da infância. Seu pai, que saiu da escola ao completar o primário, queria que ele estudasse para se formar numa faculdade. Com a venda do sítio onde morava, abriu uma mercearia.
Prestou vestibular para o curso de administração na Universidade Federal do Ceará.Ele queria trabalhar numa empresa grande, mas não para fazer carreira como empregado. Seu objetivo era ganhar experiência e um dia ser dono do próprio negócio.
Quando tinha quase 30 anos achava que já estava preparado para empreender. Abri uma própria corretora, a Pax. Deu muito certo. Ganhou bastante dinheiro vendendo cotas do Finor, um fundo que dava benefícios fiscaisa empresas que investiam no Nordeste. No final da década de 70, com 34 anos já tinha juntado um patrimônio de 1 milhão de dólares
Em viagens para os Estados Unidos conheceu as drugstores americanas. Era muito diferente do que conhecia no Brasil, onde farmácia só vendia remédio e um ou outro artigo de perfumaria. A enorme diversificação nas drugstores americanaschamou sua atenção.
Dava para vender os remédios a um preço baixo porque o lucro menor nos medicamentos era compensado com margens melhores nos demais produtos. Assim como o sistema era bem interessante começou a pensar em como adaptá-lo ao Brasil. Ter uma farmácia pareceu ótimo. Todo mundo precisa de remédio de vez em quando.
Em 1981foiinaugurada sua primeira farmácia no Ellery, um bairro simples de Fortaleza. Era modesta, mas chamava a atenção por ser diferente das concorrentes.
As outras farmácias deixavam os produtos de higiene atrás do balcão, e quem quisesse alguma coisa tinha de pedir ao balconista. Muita gente, principalmente as mulheres, ficava constrangida de ter de pedir um produto de uso...
tracking img