Caso exploradores de caverna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1108 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Júri Simulado: Acusação

No momento em que o homem deixou de ser nômade, começou a conviver com pessoas, ter relacionamentos, naturalmente surgiram conflitos e se nós voltarmos um pouco ao tempo vamos perceber que a criação do Estado surge através de um pacto. O que seria este pacto? Acordo realizado entre o homem e o Estado, que consiste na outorga de poderes, visto que o homem a fim degarantir e proteger sua vida, seus bens, solucionar esses conflitos, dá pleno poder ao Estado. Vale lembrar que o que vai "imperar nesse Estado", depois, é claro, de uma grande transformação nesse pacto que irá passar de monarquia para democracia, será a vontade do povo (homem).
O que quero dizer com isso? O judiciário, o juiz, é o Estado. Foi constituído por mim, por você, por todos e, portanto nãopode ele fugir do sentimento que envolve o povo. É por causa de nós que existe essa proteção e nós só fizemos esse pacto a fim de garantir nossa segurança. Kelsen diz que Direito nada tem a ver com a Moral, justo ou injusto ainda sim é direito, e deve ser obedecido. Pois é legitimado, foi aceito pelo povo. Se pensarmos, nós elegemos o legislativo, damos poder para que eles façam nossas leis, éjusto que as leis sejam aplicadas, pois se presume que tenhamos elegido uma pessoa de bem e valores. No caso dos mineiros os réus cometeram um crime bárbaro, pois mataram asfixiado um, companheiro para lhes garantir a Sobrevivência. Mas isto é Justo?Claro que não, pois como Miguel Reale cita: “O Direito é a concretização da idéia de Justiça na pluridiversidade do seu dever-ser histórico, tendo apessoa como fonte de todos os valores”.
E se eles ficassem presos para sempre até sua morte?Eles iriam ficar fazendo sorteio para garantir sua sobrevivência?São culpados sim. O ato foi premeditado. Eles não estavam ainda em estado de necessidade porque se estivessem eles não pensariam em tal solução (que por sinal foi bem inteligente, porém desonesta!). Ora, ao invés de sacrificar a vida do próximocomo justificativa alimentar, porque que cada um não se auto-flagelou, mutilando a si próprio, e assim fazer uso de partes do seu corpo para se alimentar. Não fizeram porque a natureza racional do homem é sempre preterida pela natureza animal em situações de perigo, não acredito que é apenas instinto de sobrevivência, não numa situação como esta. O fato é que o indivíduo não possui na sua essênciao verdadeiro altruísmo. Este figura apenas no imaginário de cada um, mas na prática, e, sobretudo, nos momentos em que a solidariedade deve ser aflorada as pessoas não pensam duas vezes em se proteger daquilo que lhes ameaçam, ainda que para isso tenham que sacrificar um inocente, mesmo que seja possível, por um lapso de tempo, pensar e verdear por alternativa, disponibilizando um ganho minoradoem virtude da divisão necessária. Sabemos que é muito mais fácil buscar solução para os nossos problemas quando podemos sacrificar o bem de outra pessoa, como freqüentemente observamos no nosso cotidiano.
Todos sabem que o primeiro passo que os médicos fazem é injetar soro para fortalecer as defesas do ser humano, como eles tiveram força pra matar e depois comer sem cozer a carne de JoãoLenon?Existe acordo de morte?Muitos irão afirmar que foi melhor somente a morte do Roger- uma pessoa – que se os outros quatro também tivessem morrido, que egoísmo humano!Afirmo com veemência que ninguém falaria uma atrocidade dessas se tivesse sido a mãe servida no jantar. Os companheiros de Lenon não agiram de forma calculista e premeditado?Eles ainda estavam em plena Lucidez facultativa, mas acabaramcom a esperança de vida para Lenon. Não devemos nos firmar no ponto que foi estado de necessidade, mas pensarmos como seres humanos, colocarmos nos lugares dos familiares de Lenon ,de ter que saber que seu ente querido foi morto e depois serviu de “banquete” para outrem,este caso nos faz refletir até onde o ser humano é capaz de ir pra proteger a si próprio vemos o Jus naturalismo pois mesmo com...
tracking img