Caso concreto teoria narrativa juridica - caso bullyng

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (454 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Caso concreto
SÃO PAULO 
- O Conselho Tutelar de Santa  Bárbara d'Oeste, cidade a 135 quilômetros de São Paulo, invesƟga o caso de um adolescente de 14 anos que aparece em vídeos do Youtamarrado a uma árvore e  gritando, pedindo por socorro. A denúncia chegou por um email, recebido na quarta-feira pelos conselheiros da cidade. O menor foi localizado e confirmou o c
debullying.
Pelo menos dez adolescentes, com idades
 entre 11 e 17 anos, são suspeitos de atacar o estudante, que relatou que as agressões eram constantes.
O conselheiro Robério Xavier Bonfim contaque os agressores foram identificados e chamados no Conselho Tutelar, onde compareceram acompanhados dos pais e negaram a autoria
vídeos.
-Eles não revelam quem fez as publicações, mas os pais dos menores se comprometeram que os vídeos seriam retirados do ar e de fato foram deletados algumas horas depois da conve
no Conselho - conta Bonfim.
O menor, víƟma de bullying, estudava na mesmaescola dos agressores, a Escola Estadual Jorge Calil Assad Sallim.
 Depois do início das invesƟgações do Conselho Tutelar, o menortransferido de escola, para evitar que novas agressões pudessem acontecer.
As informações levantadas pelo Conselho Tutelar foram encaminhadas para a Delegacia de Defesa da Mulher da cidade, onde foi registrado um boleƟm de ocorrência na semana passaParalelamente às invesƟgações da Polícia Civil, devem correr as apurações do Ministério Público de Santa Bárbara d'Oeste, que deve receber até o fim da tarde desta sexta -feira osdocumentos e informações levantadas pelo Conselho Tutelar.
A promotora da Infância e da Juventude,  Daniela Reis Pastorello, vai assumir as invesƟgações do caso.
OConselho Tutelar explica que os dois órgãos foram acionados para agilizar as invesƟgações sobre os ataques publicados na internet.
Recorra às fontes, se julgar perƟnente
LEI N.º 5.089 de 6 de outubro de 2009...
tracking img