Caso cachoeiro e demostenes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (602 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Líder do DEM critica Demóstenes: 'nos enganou como aos brasileiros'
10 de maio de 2012 • 13h57 • atualizado às 14h12


Reduzir
Normal
Aumentar

Imprimir



Notícia--------------------------------------------------------------------------------


Dassler Marques Direto de São Paulo



Líder dos Democratas na Câmara e pré-candidato à prefeitura de Salvador,ACM Neto fez nesta quinta-feira duras críticas ao senador Demóstenes Torres, investigado por ligação com o bicheiro Carlinhos Cachoeira e que pediu licença do DEM no último mês. O fato recente foiuma nova turbulência da legenda após o escândalo do mensalão no Distrito Federal. Para ACM Neto, Demóstenes enganou a todos.

"Foi uma profunda decepção não só ao DEM mas a todo o Brasil. Ele erarespeitado em todo o país e fomos enganados como todos os brasileiros por uma relação condenável com Carlinhos Cachoeira", disse o parlamentar baiano. "O partido enfrentou dificuldades, mas saiu maisforte que entrou em todos os processos difíceis, especialmente o que levou à saída de Demóstenes Torres", definiu ACM Neto. Ele vê o fato como positivo para as próximas eleições.

"Isso nos dádiscurso. Entramos de cabeça erguida e o partido preserva sua ética na vida pública. O desejo é fortalecer campanhas de prefeito, especialmente nas cidades grandes, polos regionais e capitais do Brasil". ACMNeto (Salvador), Mendonça Filho (Recife), Rodrigo Maia (Rio de Janeiro) e João Alves Filho (Aracaju), todos pré-candidatos pelo DEM, participaram de evento da legenda a respeito de mídias sociais nacapital paulista.

Carlinhos Cachoeira
Acusado de comandar a exploração do jogo ilegal em Goiás, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, foi preso na Operação Monte Carlo, da Polícia Federal,em 29 de fevereiro de 2012, oito anos após a divulgação de um vídeo em que Waldomiro Diniz, assessor do então ministro da Casa Civil, José Dirceu, lhe pedia propina. O escândalo culminou na...
tracking img