Caso 39

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (284 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Ética profissional
Observei que as ações que a assistente social do filme adota não estão de acordo com as descritas no código de ética dos assistentes sociais, pois houveenvolvimento emocional da profissional com a criança, fazendo dessa maneira com que ela perca a imparcialidade. Isso faz com que a assistente social tenha ações impróprias eantiéticas, e isso pode ser visto em alguns momentos do filme. Um deles é quando ela passa seu número de telefone particular deixando a relação entre elas muito pessoal outromomento é quando ela vai à escola onde a criança estuda sem que a instituição onde ela trabalha tenha autorizado.

Existem outras atitudes antiéticas da assistente social, eisalgumas:

* Intervenção de maneira pessoal e não profissional da assistente social;
* Levar documentos de seus casos para casa, caracterizando dessa maneira quebra desigilo profissional sendo que dessa maneira qualquer pessoa poderá lê-los;
* O envolvimento pessoal da assistente social é tão grande que quando é necessário chegar a umparecer ela não se preocupa em buscar novas informações e averiguar os fatos, levando em consideração somente à narrativa da criança.

O filme passa uma imagem distorcida do quepode vir a ser o trabalho de um assistente social. A maneira como a profissional do filme trabalha é antiética, já que ela interfere no caso de forma pessoal.

Outra questão éa intervenção do poder judiciário. Qual é o melhor momento para essa intervenção? Quem e quando denunciar a assistente social? Nesse caso caberia apenas o afastamento daprofissional no ato em que ela pede a guarda da criança?
Na minha opinião esse afastamento deveria ser feito antes, logo quando ela começa a interferir no caso de forma pessoal.
tracking img