Cartilha de primeiros socorros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6141 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROF. MSD. LUCAS DELBIM

Prof. Msd. Lucas Delbim

Mestrando e Desenvolvimento Sustentável e Qualidade de Vida (UNIFAE);
Educador Físico e Pedagogo (UNIFAE);
Especialista em Fisiologia do Exercício – (Medicina / USP);
Especialista em Obesidade e Emagrecimento (UVA / RJ);
Especialista em Ambiente Organizacional Saúde e Ergonomia (ESAB- ES);
Socorrista e Voluntário– Cruz VermelhaBrasileira.

Professor da Rede Pública Municipal e Estadual;
Consultor do Grupo Santa Cruz S.A.;
Docente CEGEP – Mogi Guaçu – SP;
Docente FMG – Faculdade Mogiana do Estado de São Paulo.

• RENOVIAS – 0800 559696
• INTERVIAS – 0800 7071414
• AUTOBAN –
0800 0555550
• AUTOVIAS –
0800 7079000
• CENTROVIAS – 0800 178998
• RODO SUL –
0800 5105586
• COLINAS –
0800 7035080
• DERSA –
08000555510
• NOVADUTRA – 0800 0173536
• ECOVIAS 0800 197878
• RESGATE 193
• SAMU 192

• JUSTIFICATIVA E VALOR DO CURSO
• TERMINOLOGIAS

• VISUALIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS
NA PRÁTICA PROFISSIONAL E
COTIDIANA

ART. 135 do Código Penal – Omissão de Socorro.

Segundo o artigo 135 do Código Penal, a omissão de socorro
consiste em:
"Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo semrisco pessoal, à criança abandonada ou extraviada, ou à
pessoa inválida ou ferida, em desamparo ou em grave e
iminente perigo”.

Pena - detenção de 6 meses a 1 ano e/ou multa.
Parágrafo único: A pena é aumentada de metade, se
da omissão resulta lesão corporal de natureza grave, e
triplicada, se resulta em morte.

Importante
O fato de chamar o socorro especializado, nos casos em que
apessoa não possui um treinamento específico ou não se
sinta confiante para atuar, já descaracteriza a ocorrência de
omissão de socorro.

VÍDEO AMIGOS DA VIDA!

DETECÇÃO
TRANSFERÊNCIA E
TRATAMENTO
DEFINITIVO 6

1
2

5

CUIDADOS
DURANTE
O TRANSPORTE

ALERTA

3
PRÉ SOCORRO
4
SOCORRO NO LOCAL
DO ACIDENTE

DIREITOS DA PESSOA QUE ESTIVER SENDO ATENDIDA:

O prestador desocorro deve ter em mente que a
vítima possui o direito de recusa do atendimento.
NÃO DISCUTA! Principalmente se as razões forem de
ordem religiosa.
CRIANÇAS – A RECUSA DO ATENDIMENTO SÓ PODE SER FEITA
PELOS
PAIS OU RESPONSÁVEIS;

EM VÍTIMAS INCONSCIENTES A LEGISLAÇÃO INFERE QUE A
VÍTIMA ACEITA
O SOCORRO.

“A principal causa-mortis préhospitalar é a falta de atendimento.
A segunda é osocorro inadequado.”

1º - MANTENHA A CALMA (OU SUMA DE PERTO);
2º - TENHA EM MENTE A SEGUINTE ORDEM DE
SEGURANÇA: VOCÊ É A PRIORIDADE, DEPOIS A
SUA EQUIPE (INCLUINDO OS TRANSEUNTES E POR
ÚLTIMO E MENOS IMPORTANTE A VÍTIMA. ISSO
PARECE CONTRADITÓRIO A PRIMEIRA VISTA, MAS
TEM O INTUITO BÁSICO DE NÃO GERAR NOVAS
VÍTIMAS;
3º - AO PRESTAR O SOCORRO, É FUNDAMENTAL
LIGAR PARA O ATENDIMENTOPRÉ HOSPITALAR
IMEDIATAMENTE AO CHEGAR NO LOCAL DO
ACIDENTE;

4º - SEMPRE VERIFIQUE SE HÁ RISCOS NO LOCAL,
PARA VOCÊ E SUA EQUIPE, ANTES DE ATENDER AO
ACIDENTADO;
5º - MANTENHA SEMPRE O BOM SENSO;
6º - MANTENHA O ESPÍRITO DE LIDERANÇA,
PEDINDO AJUDA E AFASTANDO CURIOSOS;

7º - DISTRIBUA TAREFAS PARA OS INSISTENTES;

8º - EVITE MANOBRAS INTEMPESTIVAS
(REALIZADAS DE FORMA IMPRUDENTE ECOM
PRESSA);

9º - EM CASO DE MÚLTIPLAS VÍTIMAS DÊ
PREFERÊNCIA ÀQUELAS QUE CORREM
MAIOR RISCO DE MORTE COMO, POR
EXEMPLO, VÍTIMAS DE PCR, TRM, TCE,
HEMORRAGIAS IMPORTANTES;

10º - SEJA UM SOCORRISTA E NÃO UM HERÓI
(LEMBRE-SE DO SEGUNDO MANDAMENTO);

RECOMENDAÇÕES
APRESENTE-SE À VÍTIMA E FAÇA COM QUE ELA CONFIE
EM VOCÊ; DIGA QUE VOCÊ POSSUI TREINAMENTO EM
PRIMEIROS SOCORROS E QUEESTÁ PRONTO PARA
AJUDÁ-LA;

PROCURE AGIR SOMENTE SE TIVER CERTEZA DO QUE
ESTÁ FAZENDO;
TÃO NOBRE QUANTO PRESTAR UM SOCORRO É
BUSCAR
AJUDA IMEDIATA

O SOCORRISTA DEVE SER ASSEXUADO, OU SEJA O
SEXO DA VÍTIMA NÃO IMPORTA EM NENHUM MOMENTO;
O SOCORRISTA DEVE ZELAR PELA SUA SEGURANÇA
UTILIZANDO AS PROTEÇÕES ADEQUADAS;

A TODO MOMENTO O SOCORRISTA DEVE TRANSMITIR
TRANQUILIDADE À VÍTIMA,...
tracking img