Carreira sem fronteiras na gestao de pessoas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 46 (11403 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Disponível em http://www.anpad.org.br/rac
RAC, Curitiba, v. 15, n. 5, art. 3, pp. 834-854, Set./Out. 2011

Carreiras sem Fronteiras na Gestão Pessoal da Transição Profissional: um Estudo com Ex-Funcionários de uma Instituição Privatizada
Boundaryless Careers in the Personal Management of Professional Transition: a Study of Former Employees of a Privatized Institution

Elza Fátima RosaVeloso * E-mail: elzafr@usp.br Fundação Instituto de Administração - FIA São Paulo, SP, Brasil. Joel Souza Dutra E-mail: jdutra@usp.br Universidade de São Paulo – FEA/USP São Paulo, SP, Brasil.

* Endereço: Elza Fátima Rosa Veloso Rua Cayowaá, 1366, apto. 103, Perdizes, São Paulo/SP, 05018-001.

Copyright © 2011 RAC. Todos os direitos, até mesmo de tradução, são reservados. É permitido citar partede artigos sem autorização prévia, desde que seja identificada a fonte.

Carreiras sem Fronteiras na Gestão Pessoal da Transição

835

Resumo
As atuais opções profissionais são diferentes das vislumbradas no planejamento original da carreira de certas pessoas, como, por exemplo, os ex-funcionários do Banespa, privatizado no ano 2000. A pesquisa apresentada neste artigo teve como objetivoidentificar se e como as carreiras sem fronteiras se manifestam na gestão pessoal da transição profissional desses trabalhadores. O procedimento metodológico foi o quantitativo, aplicando-se um questionário fechado a uma amostra aleatória proporcional, estratificada em dois grupos: os que permaneceram trabalhando na instituição após a privatização, e os que foram desligados voluntariamente em 2001.A suposição, levantada na hipótese 3, de que as respostas desses dois grupos apresentariam diferenças, foi negada. Os resultados, que levaram à aceitação da hipótese 2, apontaram que a maneira como a pessoa gerencia sua carreira enquanto trabalha na empresa estável influencia a gestão pessoal da sua transição profissional, influenciando também a manifestação das carreiras sem fronteiras. Não foipossível estabelecer um padrão para essa manifestação durante a transição profissional; dessa forma, aceitou-se a hipótese 1. Foi possível concluir que as carreiras sem fronteiras podem não corresponder à realidade absoluta das carreiras atuais, mas certamente ajudam na compreensão dessa realidade. Palavras-chave: gestão de carreira; transição profissional; carreiras sem fronteiras; carreiras noserviço público; atitudes profissionais.

Abstract
Current professional options are different from those that were envisioned in the early career plans of certain people, such as former employees of Banespa, privatized in 2000. The research presented in this article aimed to identify whether and how boundaryless careers are manifested in the management of the professional transition of theseworkers. The methodological approach was quantitative, submitting a closed questionnaire to a random proportionate sample, stratified into two groups: those who remained in the institution following privatization and those who accepted voluntary redundancy in 2001. The assumption raised by hypothesis 3 that the two groups’ responses would differ, was rejected. The results, which led to the acceptanceof hypothesis 2, indicated that the way in which one manages one’s career while employed by a stable organization influences the personal management of one’s professional transition, and also influences the manifestation of boundaryless careers. It was impossible to establish a pattern for this manifestation during the professional transition; thus, hypothesis 1 was accepted. We concluded thatboundaryless careers may not correspond to the absolute reality of current careers, but is certainly helpful when attempting to understand them. Key words: career management; professional transition; boundaryless careers; public service careers; professional attitudes.

RAC, Curitiba, v. 15, n. 5, art. 3, pp. 834-854, Set./Out. 2011

www.anpad.org.br/rac

E. F. R. Veloso, J. S. Dutra

836...
tracking img