Cariograma humano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1389 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ANÁLISE DO CARIÓTIPO HUMANO – MONTAGEM DE CARIOGRAMA

Cromossomos humanos para estudos de cariótipo podem ser obtidos através de vários
procedimentos, porém, o mais rotineiramente empregado é o de cultivo de linfócitos de sangue
periférico, cuja técnica é descrita de forma sumarizada nesta Prática. Com pequenas modificações, é
também a técnica usada para a obtenção de preparaçõescromossômicas a partir do sangue de outras
espécies de mamíferos e de vertebrados em geral.
Uma amostra de sangue é colhida assepticamente, com auxílio de uma seringa contendo o
anticoagulante heparina. Algumas gotas do sangue total podem ser imediatamente inoculadas em
meio de cultura ou pode-se esperar a sedimentação das hemácias, de modo que seja semeado o
plasma contendo leucócitos. O meio de culturacontém os elementos necessários para a
sobrevivência e multiplicação das células, antibióticos para impedir o crescimento de bactérias e
fitohemaglutinina que o a agente mitogênico. Essa substância tem o papel de promover a
diferenciação dos linfócitos que retornam à condição blástica e readquirem a capacidade de se
dividir. As culturas são mantidas em estufa a 37º.C durante 48 a 72 horas. Acolchicina é, então,
adicionada e após mais algum tempo de incubação, as células são submetidas a tratamento
hipotônico com solução de cloreto de potássio 0,075M e a fixação com uma mistura de metanol e
ácido acético, na proporção 3:1. A suspensão celular obtida é gotejada em lâminas de microscopia,
que são posteriormente destinadas a diferentes técnicas de coloração e de marcaçãocromossômica.
As metáfases das preparações citológicas são analisadas e fotografadas ao microscópio.
Posteriormente, as cópias fotográficas são destinadas à montagem de um cariograma, como será
efetuada nesta Prática. Para a construção do cariograma humano ou de qualquer outro organismo, os
cromossomos são recortados e dispostos de forma ordenada, de acordo com a sua morfologia e em
ordem decrescente detamanho, a menos que tenham sido diferenciados longitudinalmente, caso em
que deve-se também levar em conta o padrão de bandas de cada elemento. Nos laboratórios de
citogenética humana, as análises cromossômicas de rotina para fins de diagnóstico têm sido
realizadas, em geral, com base em cromossomos que tenham sido diferenciados em bandas G ou
alguma outra banda equivalente, que permitem aseparação inequívoca de cada par de homólogos.
Alguns laboratórios dispõem do recurso de se fazer a montagem do cariograma humano no
computador, com o uso de programas desenvolvidos para esta finalidade.
Os 46 cromossomos humanos formam 23 pares, sendo 22 pares de autossomos e um par
sexual. A primeira classificação formal dos cromossomos humanos foi feita na Conferência de
Dener em 1960 esubseqüentemente aprimorada em diversas outras reuniões, como a Conferência
de Londres (1963), a Conferência de Chicago (1966) e a Conferência de Paris (1971).

Posteriormente, devido ao desenvolvimento de inúmeras técnicas citogenéticas, houve a
necessidade cada vez maior de se atualizar e unificar rapidamente a nomenclatura cromossômica, o
que aconteceu em uma série de documentos conhecidos soba sigla ISCN (An International System
for Human Cytogenetic Nomenclature), sendo o mais recente de 1995.
Os pares de autossomos são numerados de 1 a 22 em ordem decrescente de tamanho e os
cromossomos sexuais recebem a notação X e Y. Os pares cromossômicos, incluindo os sexuais, são
reunidos em 7 grupos designados pelas letras A até G.
Dentro de cada grupo, a identificação individual doscromossomos nem sempre é possível
quando se emprega determinadas técnicas. Isso pode ser feito com segurança apenas para alguns
elementos do cariótipo, de modo que durante a montagem do cariograma com coloração
convencional, a maioria dos pares cromossomos são tentativamente emparelhados. Para a
distribuição nos diferentes grupos, deve-se obedecer os seguintes critérios:

GRUPO A –...
tracking img