Cardiopatia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1193 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

CARDIOPATIAS

Conceito
Cardiopatias são alterações nas funções do coração, que é responsável pelo fornecimento do fluxo de sangue oxigenado aos órgãos e tecidos do corpo, para atender as funções metabólicas. A atividade elétrica é uma característica fundamental do coração, sendo o estímulo que desencadeia a contração cardíaca.

Sintomas de cardiopatia
• Dispnéia – dificuldade derespirar
• Dor precordial – insuficiência passageira e reversível da circulação coronária (angina do peito). Localização: na região retroesternal e sua irradiação, sobretudo para o braço esquerdo / Caráter: sensação de opressão e estrangulamento e a relação com o esforço físico / Duração: 1 e 10 min. Não confundir com dor do infarto do miocárdio – 30 min, sem relação com esforço físico.
•Palpitações: murros na caixa torácica, palpitações no pescoço, disparo da freqüência cardíaca.
• Edema: é o acúmulo de líquido (tornozelos e pernas bilateralmente, acamados região sacra)
• Ascite: acúmulo de líquido no interior da cavidade abdominal. Cardiopatia avançada.
• Cianose: coloração azul da pele e mucosas, geralmente após esforço físico ou exposição ao frio. Pode-ser Central(cardíaca ou pulomonar) ou Periférica (extração elevada de oxigênio dos tecidos)
• Hemoptise – escarro sanguinolento
• Síncope – perda passageira da consciência devida ao fluxo inadequado ou á baixa pressão de sangue no cérebro.

Sinais físicos de cardiopatia
• Pulso arterial – sentido durante a palpação da artéria radial direita. A carótida é melhor. Deve-se avaliar: Freqüência, Ritmo e Amplitudee qualidade do pulso.
Freqüência: se regular contar por 15s e multiplicar por 4, se irregular contar por 30s e multiplicar por 2.
Adulto normal: 60 a 100/min. Se menor superior a 120/min, arritmia
• Registro da pressão arterial – Obtida através do esfignomanômetro, cujo manguito deste deve ser colocado a 2 cm da dobra cubital cobrindo 2/3 do membro, como paciente sentado confortável e calmo,parado por 5 min.

HIPERTENSÃO

• Principal causa de morbidade e mortalidade cardiovascular;
• O controle diminui o risco de insuficiência coronariana, AVC e IRC;
• Muitas vezes é assintomática – perigo!
• São indicadas mudanças no estilo de vida (obesidade, alta ingestão de sal, tabagismo, etilismo, sedentarismo, estresse)
• Tipos: Primária ou essencial – tem causadesconhecida (90% a 95% dos casos), 20 a 55 anos / Secundária com causas conhecidas relacionadas a patologias renais, endócrinas, drogas cocaína, etc. (5% a 10%)
• Classificação: Complicada – já causou danos no cérebro, rins e retina / Não-complicada – ainda não causou danos ao organismo

|Pressão diastólica (mmHg) |Avaliação |
|105 |Hipertensãograve |

|Pressão sistólica (mmHg) |Avaliação |
|160 |Hipertensão sistólica isolada |




Sístole: contração do músculo cardíaco
Diástole: relaxamento do músculo cardíaco

PROLAPSO DA VÁVULA MITRAL

• O coração tem válvulas entre os compartimentos que garantem o não-refluxo do sangue para estes após tersido bombeado. São elas mitral, aórtica, tricúspide e pulmonar;
• Pode acompanhar a cardiopatia reumática ou isquêmica e a Síndrome de Marfan. (A Síndrome de Marfan, também conhecida como Aracnodactilia, é uma desordem do tecido conjuntivo caracterizada por membros anormalmente longos. A doença também afeta outras estruturas do corpo, incluindo o esqueleto, os pulmões, os olhos, o coração e osvasos sangüíneos, mas de maneira menos óbvia.)
• O regurgitamento é sinal indicativo para a profilaxia da Endocardite Infecciosa;
• Sintomas: fadiga, dispnéia de esforço (Dispnéia - dificuldade para respirar), ortopnéia (Dificuldade de respiração, exceto quando em posição sentada ou ereta), palpitações e síncope, dor de cabeça, dor torácica, falta de ar e fadiga.
• Causas: Normalmente...
tracking img