Carandiru

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1042 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Neste filme que foi baseado numa obra de reportagem o diretor coloca de lado a ficção e entra sem pena na realidade do dia a dia do maior presídio do Brasil (hoje desativado) falando sobre as regras e códigos próprios que regem o presídio e que muitas vezes ele mesmo teve que respeitar.
Não buscando denunciar o sistema obsoleto e desumano fala de sua disposição em tratar os presos caso a casomesmo em condições nada propicias a individualidade. O filme reúne varias estórias sobre a vida daqueles que cumpriam pena no Carandiru usando como pano de fundo o próprio presídio para dar autenticidade ao ambiente. A ênfase não é na violência, mas no cotidiano, como os presos arrumam as celas, como se alimentam se diverte, à relação intima, o dia a dia das visitas o comportamento dos funcionáriose da policia, as frases e gírias dos detentos e as malandragens. O filme se encerra com a famosa historia do massacre do Carandiru (1992) Baseando- se no relato de Dráuzio Varella no livro, que afirma não ter procurado nenhuma fonte oficial em São Paulo, ou seja, o que escreveu é inteiramente baseado em relatos de presidiários que sobreviveram ao massacre, podendo deixar certo ar de parcialidadena defesa dos presos.

Este trabalho tem a finalidade de articular os conceitos da matéria de psicologia social aprendida em aula com o histórico do filme Carandiru. A articulação se baseou na matéria explicada em aula, nas apostilas de estudos que foram tiradas do livro “As raízes da psicologia social moderna” e nos livros “O que é psicologia social” e “O que é ideologia” foi abordado em aula oconceito de psicologia social e sua importância no estudo da sociedade, trataram também das estruturas e do funcionamento da sociedade na visão da psicologia social. Foram apresentados também um pouco do conceito de mais-valia, alguns autores como Willian James etc. e um pouco de historia da filosofia antiga.

Neste filme que foi baseado numa obra de reportagem o diretor coloca de lado aficção e entra sem pena na realidade do dia a dia do maior presídio do Brasil (hoje desativado) falando sobre as regras e códigos próprios que regem o presídio e que muitas vezes ele mesmo teve que respeitar.
Não buscando denunciar o sistema obsoleto e desumano fala de sua disposição em tratar os presos caso a caso mesmo em condições nada propicias a individualidade. O filme reúne varias estórias sobrea vida daqueles que cumpriam pena no Carandiru usando como pano de fundo o próprio presídio para dar autenticidade ao ambiente. A ênfase não é na violência, mas no cotidiano, como os presos arrumam as celas, como se alimentam se diverte, à relação intima, o dia a dia das visitas o comportamento dos funcionários e da policia, as frases e gírias dos detentos e as malandragens. O filme se encerracom a famosa historia do massacre do Carandiru (1992) Baseando- se no relato de Dráuzio Varella no livro, que afirma não ter procurado nenhuma fonte oficial em São Paulo, ou seja, o que escreveu é inteiramente baseado em relatos de presidiários que sobreviveram ao massacre, podendo deixar certo ar de parcialidade na defesa dos presos.

Podemos falar em teoria psicológica que o ser humano se adaptaa condições diversas; os presos adquirem comportamentos na cadeia por instinto de sobrevivência.
E importante salientarmos o quanto a origem social influi no individuo, nos presídios vemos que a grande maioria dos presos nasceu em condições matérias precária em famílias onde a violência domestica e uma constante e muitos acabam criados no abandono afetivo e indo cedo para a rua onde acabamcaindo na bandidagem. Numa sociedade individualista como a nossa onde prevalece o pragmatismo onde se, esta bom pra mim, os outros não me interessam
Acabam criando esta luta de classes sociais onde as classes sociais menos favorecidas que também sofrem influencia da mídia e criam também muitos valores das classes mais abastadas querem consumir e como não tiveram as mesmas chances de estudo para...
tracking img