Caracteristicas dos idosos da area de abrangencia da esf

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6087 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANDREIA LOPES DE VARGAS

CARACTERÍSTICAS DOS IDOSOS DA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DA ESF: CONTRIBUIÇÕES PARA O CUIDADO DE ENFERMAGEM

Professor Orientador: Ms. Gilberto Souto Caramão

Três de Maio
2009

ANDREIA LOPES DE VARGAS

CARACTERÍSTICAS DOS IDOSOS DA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DA ESF: CONTRIBUIÇÕES PARA O CUIDADO DE ENFERMAGEM

Projeto de pesquisa apresentado a Disciplina de Pesquisa emSaúde II
Sociedade Educacional Três de Maio - SETREM
Faculdade Três de Maio
Pós-Graduação em Estratégia de Saúde da Família

Professor Orientador: Ms. Gilberto Souto Caramão

Três de Maio

2009

LISTA DE FIGURAS

Figura 01: Cronograma do trabalho de Conclusão do Curso (TCC)..........................22
Figura 02: Orçamento do Trabalho de Conclusão de Curso(TCC)...........................24

LISTA DE SIGLAS

Estratégia de Saúde da Família- ESF

Rio Grande do Sul- RS

Sistema Único de Saúde- SUS

Sociedade Educacional Três de Maio- SETREM

Trabalho de Conclusão de Curso- TCC


SUMÁRIO

INTRODUÇÃO ...........................................................................6
PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 8
1 TEMA 8
2 DELIMITAÇÃO DO TEMA 8
3PROBLEMATIZAÇÃO DO TEMA 8
4 HIPÓTESE 9
4. 1 Variáveis 9
4.1.1Questionário 9
4. 1.2 Idosos 10
5 OBJETIVOS 10
5. 1 Objetivo geral 10
5. 2 Objetivos específicos 10
6 JUSTIFICATIVA 10
7 METODOLOGIA 11
7.1 População e Amostra 13
8 REFERENCIAL TEÓRICO 13
8.1 ENVELHECIMENTO 13
8.2 POLITICA NACIONAL DO IDOSO 15
8.3 CONDIÇÕES DE UMA VIDA SAÚDAVEL 18
8.4 A ESF E O CUIDADO COM O IDOSO 198.5 DEFINIÇÃO DOS TERMOS 21
9 CRONOGRAMA 22
10 RECURSOS 23
10.1 Recursos Humanos 23
10.2 Recursos Materiais 23
10.3 Recursos Institucionais 24
11 ORÇAMENTO 24
12 REFERÊNCIAS 24
13 APÊNDICES 26
13.1 Apêndice A: Instrumento da Coleta de Dados 26
13.2 Apêndice B: Termo de Consentimento Livre e Esclarecido 28
13.3 Apêndice C: Termo de Autorização para a Coleta de Dados30





INTRODUÇÃO

A sociedade esta despertando para perceber que o Brasil é um país que esta envelhecendo. Pode-se perceber um número cada vez maior de idosos nas cidades e no do interior. Existem diferentes modos de envelhecer: compartilhar saberes acerca deste tema é uma forma de falar da realidade das pessoas idosas. O envelhecimento é real e inevitável, delimitando mudançasexpressivas de ordem individual e coletiva, cada uma com seus significados e relevâncias (FIQUEIREDO; SANTOS; TAVARES; 2006).

Muitas doenças que atingem os idosos são encaradas como naturais nesta faixa etária da vida, sendo que muitos idosos desconhecem sinais e sintomas e não seguem um tratamento adequado. A dificuldade de controle e prevenção destes problemas, associada á precáriacondição socioeconômica da maioria dos idosos, resulta no agravamento do processo do envelhecimento.

Pelo aumento desta população pode-se observar que na área da saúde, o reflexo do envelhecimento pode ser observado na mudança do padrão de morbidade e mortalidade da população, tornando crescente a demanda por prevenção e assistência a saúde (LATTORRE, 2003).

Nas pessoas acima de 60 anos, asdoenças mais comuns são as infecções respiratórias. A incidência de infecções agudas no trato respiratório e de suas complicações cresce globalmente, sendo que anualmente os casos de pneumonia aumentaram em indivíduos nestes indivíduos (LATTORRE, 2003).

A população idosa esta aumentando, e a enfermagem enquanto componente da equipe multiprofissional deve estar atenta as discussões acerca dasaúde do idoso, devendo estar comprometida com o cuidado do idoso, sempre respeitando a cultura e forma de vida desses indivíduos, fatores estes que interferem no cotidiano dos idosos.

A escolha deste tema deu-se através das experiências vivenciadas nos estágios da graduação, e pela convivência com os idosos na ESF, ao mesmo tempo em que os profissionais de enfermagem que optam por...
tracking img