Caracas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1077 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Lista de exercícios 1ª Série (A/B)
1- (Mackenzie-SP) – Gil Vicente, autor representativo do Humanismo em Portugal, (1) revela-nos, em sua obra lírica, (2) uma ambivalência típica desse período (3) de um lado, a ideologia teocêntrica do mundo medieval; (4) de outro, influenciado pelo antropocentrismo emergente, (5) é o analista mordaz da sociedade portuguesa do século XVI. É esse ambivalênciaque o situa como autor de transição: (6) entre o humanismo e o antropocentrismo. (7) Dos fragmentos destacados:

a- Todos estão corretos.
b- Todos estão incorretos.
c- Apenas 4 e 5 estão incorretos.
d- Apenas 2 e 7 estão incorretos.
e- Apenas 2, 5 e 7 estão incorretos.


(Unicamp-SP) – Leia agora as seguintesestrofes, que se encontram em passagens diversas de Farsa de Inês Pereira, de Gil Vicente e responda às questões (2,3,4):

Inês: Andar! Pero Marques seja!
Quero tomar por esposo
Quem se tenha por ditoso
De cada vez que me veja.
Por usar de siso mero,
Asno que leve quero,
E não cavalo folão;
Antes lebreque leão,
Antes lavrador que Nero.

Pero: I onde quiserdes ir
Vinde quando quiserdes vir,
Estai quando quiserdes estar.
Com que podeis vós folgar
Que eu não deve consentir?!
Nota: folião: bravo; fogoso.

2- A fala de Inês ocorre no momento em que aceita casar-se com Pero Marques, após o malogrado matrimônio com o escudeiro. Háum trecho nesta fala em que se relaciona literalmente com o final da peça. Que trecho é esse? Qual é o pormenor da cena final que ele está antecipando?

3- A fala de Pero, dirigida a Inês, revela uma atitude contrária a uma característica atribuída ao seu primeiro marido. Qual é essa característica?

4- Considerando o desfecho dos dois casamentos de Inês, explique por que essa peça deGil Vicente pode ser considera uma sátira moral.

5- Por que o Humanismo é considerado um período de transição?

6- Diferencie cantiga de Amor de cantiga de Amigo.

7- Diferencia cantiga de Escárnio de cantiga de Maldizer.

8- O poeta saltimbanco era o:

a- Jogral.
b- Segrel.
c- Trovador.
d- Menestrel.e- Soldadeira.
9- Que língua era usada na época trovadoresca?
10- Qual a origem da palavra Trovadorismo?
LISTA DE RECUPERAÇÃO 2ª SÉRIE


1- Dentre as afirmativas a seguir, assinale aquela que NÃO corresponde às propostas da escola naturalista:
a) O caráter determinista da obra tem como símbolo a personagem Pombinha, que, se antes era “pura” e de boa conduta moral, acabaprostituindo-se por força daquele meio sórdido e animalesco.
b) O narrador de “O Cortiço” acentua o lado instintivo do ser humano através de um processo de zoomorfização, identificando seus personagens a diferentes animais, sobretudo a insetos e vermes, quando os descreve em seu vaivém pelo cortiço.
c) Ao enfatizar as atitudes inescrupulosas de João Romão para com os habitantes do cortiço, em especial paracom a negra Bertoleza, o autor confirma as preocupações sociais do Naturalismo em sua inclinação reformadora.
d) Os personagens de “O Cortiço” constituem-se, em sua maioria, dos operários das pedreiras, das lavadeiras e de outros miseráveis que ali vivem de forma degradante, o que evidencia a preferência do escritor naturalista pelas camadas mais baixas da sociedade.
e) Em “o Cortiço”, AluísioAzevedo exprime um conceito naturalista da vida e, ao idealizar seus personagens, integra-os a elementos de uma natureza convencional.

2- Com relação à análise comportamental dos personagens, diferencie Machado de Assis de Aluísio Azevedo.

3- Monte duas colunas, diferenciando características realistas das românticas.

4- (UFV) – Leia o texto a seguir, retirado de O Cortiço, e faça o que...
tracking img