CARACA MULEKE

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1160 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de outubro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto


CAPITULO 1

HISTÓRICO DA GESTÃO DA QUALIDADE

Para entendermos o conceito da Qualidade, precisamos passear um pouco pela história, buscando interpretar esse conceito e sua evolução à luz do ambiente produtivo vigente na época.
O artesão era um especialista que tinha domínio completo de todo o ciclo de produção, desde a concepção do produto até o pós-venda. Nessa época, o cliente estavapróximo do artesão, explicando suas necessidades, as quais o artesão procurava atender, pois sabia que a comercialização de seus produtos dependia muito da reputação de qualidade, que, naquele tempo, era comunicada boca a boca pelos clientes satisfeitos, além disso, o foco do controle da qualidade era o produto, não o processo, feito via inspeção de todos os produtos pelo artesão.
Veio então aRevolução Industrial, que trouxe nova ordem produtiva, em que a customização foi substituida pela padronização e a produção em larga escala. A invenção de máquinas projetadas para obter grande volume de produção e uma nova forma de organizaçao do trabalho permitiram alcançar a produção em massa.
A produção em massa encontrou na linha de montagem seu modelo ideal, o trabalho foi fragmentado e,portanto, os trabalhadores tinham dominio apenas de uma pequena fração do trabalho, que era repetida várias vezes ao longo da jornada de trabalho.
Por outro lado, essa também foi uma época de grande evolução do conceito de conrole da qualidade, e Ford também teve papel importante nessa disciplina, para viabilizar sua linha de montagem, Ford investiu muito na intercambialidade das peças e na facilidadede ajustes, adotando um sistema padronizado de medida para todas as peças. Embora nessa época o foco do controle da qualidade ainda fosse a inspeção, já se encontravam elementos importantes do que viria a ser o conceito de qualidade que priorizava uma abordagem voltada à produção e à conformidade.
Enquanto isso, no outro lado do mundo, o Japão lutava pela reconstrução no período pós-guerra.Neste período dois importantes teorícos da area da qualidade estiveram no Japão, W. Edwards Deming e Juran. Esses teóricos influenciaram a criação do modelo japonês, mas também foram influenciados por esse mesmo modelo. Deming, que exerceu forte influencia na criação do modelo japonês, tinha forte orientação estátistica e foco no controle da qualidade. mas em sua estada no Japão incorporou aspectosrelacionados à participação dos trabalhadores e da alta ger~encia como fundamentais para a boa gestão da Qualidade.
O modelo japonês, company Wide Quality Control - CWQC, que foi traduzido no Brasil como Controle da Qualidade por toda a Empresa ou Controle da Qualidade Amplo Empresarial, traria vários elementos novos à Gestão da Qualidade, que seriam associados àqueles já presentes no modeloocidental (TQC).
O sucesso do modelo japonês, que na década de 1970 já mencionava a aferição dos defeitos em partes por milhão, enquanto no Ocidente as métricas ainda eram calculadas em orcentagens, provocou forte interesse nas organizações pelos programas de qualidade. Nas décadas seguintes, os modelos Toc e CWQC foram implementados com entusiasmo pelas empresas e se difundiram rapidamente. Assim,chegamos a alguns elementos da Gestão da Qualidade moderna, que paradoxalmente recupera alguns atributos da época artesanal, como a busca da proximidade às demandas do cliente e maior customização, embora agora uma customização em massa, ou seja, também com escala.
Esse resgate da importancia dos clientes e a percepção da qualidade como um critério competitivo, passível de fornecer vantagemcompetitiva, trouxe alguns teóricos da área de estratégia e administração para a área da qualidade. Foram muitos os teóricos que ajudaram a construir a área de qualidade, mas alguns tiveram um papel especial e mereceram a denominação Gurus da Qualidade. O que eles têm em comum é que fizeram parte da história, tanto pela contribuição teórica como pela intervenção em empresas.
Walter A. Shewhart, que...
tracking img