Capitulo 1

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1154 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPITULO 1
Ja estava escuro quando fechei a janela, analisei meu quarto percebendo que ele permanecia o mesmo, sem nenhuma alteração desde que tinha chegado, coloquei meus chinelos de quarto e me encaminhei para a porta, estava faminta, então decidi descer para preparar um lanche noturno.Estava prestes a fechar a maçaneta quando escutei mais um estampido vindo do quarto, não era possível eutinha acabado de averiguar tudo lá dentro.Abri a porta com um pouco mais de cuidado ,para não fazer muito barulho, deixei a luz do corredor entrar pela primeiro e imediatamente apertei o interruptor que ficava logo ao lado, usando a claridade a meu favor para visualizar imediatamente o invasor que estranhamente estaria no meu quarto. Mais uma vez e nada, ele estava completamente vazio, eu estavacomeçando a acreditar que talvez fosse um fantasma ou algo sobrenatural, mas essa ideia me fez arrepiar, então balancei a cabeça como se pudesse expulsa-la para longe, olhei mais uma vez em todos os cantos do quarto e nada foi encontrado, então decidi que estava cansada de mais para ficar brincando de espiã em minha própria casa, apaguei a luz , certa de que aqueles barulhos faziam parte da minhaimaginação e que eu não devia me preocupar mais com isso.
Desci os degraus da pequena escada que separava o corredor da sala minúscula de TV, e fui direto para a cozinha, tudo estava tão morto naquela casa, desde que a vovó se foi , nada tem sido o mesmo. Morar sozinha em uma cidade como aquela, ainda me deixava com medo, mas o que mais me preocupava era aquela calmaria toda no interior da casa,isso me deixa completamente atordoada, tanto que muitas vezes ao chegar do trabalho, ligava imediatamente o radio ou a televisão só para tentar espantar esse silencio atordoante daquele lugar.
Eu sempre fora uma garota enérgica, no colégio eu era conhecida como Hashi, que é um nome característico dado aos cachorros no Japão, não que isso me deixasse feliz, mas de tanto me chamarem assim eu meacostumei e na verdade eu ate era como um cachorrinho, que ficava abanando o rabinho para tudo aquilo que me deixasse feliz ou curiosa.Quando completei os meus 20 anos fui a procura do meu primeiro emprego em um restaurante estilo irlandês, cheio de instumentos, roupas e coisas características da Irlanda, e la permaneço ate hoje, não que o salario seja muito bom, mas depois da morte da vovó, não tivemuito tempo de escolher coisa melhor.
Finalmente o chá estava pronto, peguei algumas rosquinhas do armário e com o estomago reclamando enfiei todas na boca , sem um pingo de educação, mas quem sem importa? Eu estava sozinha ali mesmo.Mais uma vez escutei um barulho vindo do quarto, mas dessa vez foi bem mais alto do que a ultima vez, meu coração ate saltou pela boca, dei um pulo pra trás , batendoa cabeça na maçaneta do armário de parede, fiquei apreensiva demais para pensar no que fazer, minhas pernas começaram a tremer, meu coração batia tão alto que tenho certeza que se alguém estivesse ao meu lado , iria ouvir com clareza cada batida, deixei a caneca de chá no balcão, sentia que ainda haviam rosquinhas no canto da minha boca, mas nem me importei em tira-las, sentia que algo muitobizarro estava acontecendo, tentei me mover ate as pequenas escadas do corredor, meu coração estava apertado, meus olhos estavam enchendo de lagrimas com vontade de chorar, minhas mãos tremiam demais para poder avançar ate a maçaneta da porta do meu quarto.
Mais um barulho alto e BUMMM, cai no chão feito um bebe, comecei a chorar desesperada e gritar por socorro, pensei em correr ate o telefone, masas minhas pernas estavam muito moles para conseguir me erguer do chão, eu nunca tinha imaginado que eu seria tão covarde em situações como aquela, meus braços tremiam, comecei a ficar zonza com a tanta tenção. Senti como se tivessem passado horas desde que eu tinha caído naquele chão frio, mas com certeza só alguns minutos tinham se passado, ouvi alguns passos vindos por de trás da porta do meu...
tracking img