Capital

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2277 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CUSTO DE CAPITAL
1. Introdução
1. Conceito: é a taxa de retorno que uma empresa precisa obter sobre seus investimentos para manter inalterado o valor de mercado de suas ações.
2. Risco: suposição básica de que o risco (fixo) não é afetado pela aceitação e financiamento de projetos.
1. Risco do Negócio: incapacidade da empresa cobrir os custos operacionais
2.Risco Financeiro: incapacidade da empresa cumprir com os compromissos financeiros exigidos.
3. Impostos: custo de capital deve ser medido em bases após o imposto de renda. Ajuste fiscal para custo do empréstimo.
4. Risco e custos financeiros: custo de cada fonte específica de capital - kj, depende do custo livre de risco do tipo de fundos - rj, do risco do negócio - bp, e do riscofinanceiro - fp, da empresa
kj = rj + bp + fp
5. Utilização do custo de capital combinado, refletindo o inter-relacionamento das atividades financeiras, ao invés do custo de fonte específica de fundos, ou seja, utilização do custo médio ponderado para financiar o dispêndio.

2. Custo de Fontes Específicas de Capital a Longo Prazo
1. Custo da Dívida de LongoPrazo: é o custo hoje, após IR, de levantar recursos através de emissão e venda de títulos de dívida
1. Recebimentos líquidos: fundos realmente recebidos, após deduzidos os custos de colocação
2. Cálculo dos custos do empréstimo antes do IR - kd
1. Usando cotações de custo: quando o recebimento líquido da venda do título é igual ao seu valor nominal, o custoé igual a taxa de juros do cupom
2. Calculando o custo exato - através da TIR
3. Calculando o custo aproximado
[pic]
4. Exemplo:
- valor nominal do título (VN): R$ 1.000,00
- prazo (n): 20 anos
- taxa de juros do cupom (J): 9% ao ano
- recebimentolíquido (Nd): R$ 960,00
- alíquota do IR (T): 40%
a) Calculando o custo exato - através da TIR
- futuro fluxo de caixa do título descontado a taxa de juros do cupom - 9%, resultará em seu valor nominal, ou seja, VP = R$ 1.000
- valor presente descontado a taxa de 10%
VP = R$ 90 x FJVPA(10%,20)+ R$ 1.000 x FJVP(10%,20)
VP = R$ 90 x 8,514 + R$ 1.000 x 0,149 → VP = R$ 915,26
- Como o recebimento líquido é R$ 960, a TIR está entre 9% e 10%, pois o VPL10%,20 = R$ -44,74 e o VPL9%,20 = R$ 40,00. Interpolando:
10% = -44,74
9% = 40,00 → X = (-44,74 x 1) ÷ -84,74 = 0,53
1%-84,74
Portanto, a TIR = custo exato do empréstimo, é 10 - 0,53 = 9,47%
b) Calculando o custo aproximado
[pic] = 9,4%
3. Custo do empréstimo após IR - ki = kd (1 - T)
a) Calculando o custo após o IR: ki = 9,4 (1 - 0,40) = 5,64%
2. Custo da Ação Preferencial - kp
kp= [pic]
a) Exemplo:
- valor nominal, R$ 87
- custo da emissão, R$ 5
- ações preferenciais de 10%, significando dividendo preferencial (Dp): R$ 8,70
- recebimento líquido da venda da ação (Np): R$ 82,00
[pic]= 10,6%
3. Custo da Ação Ordinária - ks
1. É a taxa pela qualos investidores descontam os dividendos esperados para determinar o valor de suas ações
2. Técnicas para medir o custo da ação ordinária
1. Modelo de Avaliação com Crescimento Constante: valor presente de todos os dividendos futuros previstos num horizonte infinito de tempo
[pic]
Po = preço corrente da ação ordinária...
tracking img