Capitaes da areia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2403 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capitães da Areia
Romance expressa ideal político
Jorge Viana de Moraes*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação
Os livros de Jorge Amado sempre foram excelentes argumentos para roteiros de filmes e de telenovelas. Todavia, uma de suas mais importantes obras até hoje não havia recebido uma versão cinematográfica ou mesmo uma versão da teledramaturgia brasileira. Trata-se do romanceCapitães da Areia.

Mas parece que isto está prestes a mudar. Segundo o site Capitães da Areia, a segunda etapa de filmagens do longa-metragem Capitães da Areia teve início no dia 25 de janeiro de 2009. O site oficial do filme informa ainda que equipe, elenco e figuração já se encontram a todo vapor. Resta saber quando será lançado.

Enquanto isso não ocorre, saiba do que trata o romance quefaz parte das obras de 1ª fase do imortal escritor baiano, que, naquela época, comunista partidário, procurava imprimir às suas obras uma visão crítica das contradições sociais do capitalismo. Daí a designação "romances proletários" para as obras dessa fase.

Resumo do enredo
Publicado em 1937, Capitães da Areia é o sexto romance de Jorge Amado, um dos mais famosos e traduzidos escritoresbrasileiros do século 20. No prefácio ao livro, escreve o romancista que, com essa obra, encerra o ciclo de "os romances da Bahia".

A narrativa, de cunho realista, gira em torno das peripécias de um grupo de "meninos de rua" que sobrevive de furtos e pequenas trapaças. Por viverem em um trapiche velho e abandonado (uma espécie de armazém à beira do cais), os garotos do bando, liderados por PedroBala, são conhecidos pela má-fama de "capitães da areia". É lá, no trapiche abandonado, que Pedro Bala, órfão, (o pai foi morto à bala por liderar uma greve, daí a alcunha do garoto, enquanto a mãe tem o paradeiro desconhecido) se refugia com seu grupo.

A história é conduzida em função dos destinos individuais de cada integrante do bando. Assim, Jorge Amado ilustra a marginalização definitiva deuns (por exemplo: Sem-Pernas e Volta Seca) e a desalienação de outros, como Professor, Pirulito e Pedro Bala. Este, tomando consciência das injustiças sociais, ao final do romance, torna-se líder (tal como o pai), lutando ao lado dos trabalhadores grevistas. Pirulito, devido à vocação, descrita desde o início do romance, torna-se frade capuchinho, justificando a incansável luta de padre José Pedroem resgatar aqueles jovens da marginalidade. Padre José Pedro é uma das poucas personagens adultas, juntamente com a mãe-de-santo Don'Aninha, a se aproximar do grupo marginalizado.

Apresentação de algumas personagens
A personagem Pedro Bala é apresentada da seguinte forma pelo narrador: "É aqui também que mora o chefe dos Capitães da Areia Pedro Bala. Desde cedo foi chamado assim, desde seuscinco anos. Hoje tem 15 anos. Há dez que vagabundeia nas ruas da Bahia. Nunca soube de sua mãe, seu pai morrera de um balaço. Ele ficou sozinho e empregou anos em conhecer a cidade. Hoje sabe de todas as suas ruas e de todos os seus becos" (p. 21). Era loiro, 15 anos, tinha um talho no rosto, provocado por uma briga com o antigo chefe do bando, Raimundo, na disputa pela sua liderança. E, apesarde não participar de todas as cenas, Pedro Bala irá servir como linha condutora de toda a história, dando um caráter coesivo aos diversos quadros que são apresentados ao longo da narrativa.

O grupo liderado por Pedro Bala beirava o número de cem e era composto por:

João Grande, o "negro bom", nos dizeres do próprio Pedro Bala: "Engajou com 9 anos nos Capitães da Areia, quando o Caboclo aindaera o chefe e o grupo pouco conhecido, pois o Caboclo não gostava de se arriscar. Cedo João Grande se fez um dos chefes" (p. 23);
Volta Seca, que tinha ódio das autoridades e o desejo de se tornar cangaceiro (posteriormente integra-se ao grupo de Lampião, transformando-se em um frio e sanguinário assassino);
Professor, que recebe este apelido por gostar de ler e desenhar. Assim o narrador o...
tracking img