Cap. 20

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5339 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CAP. XX
CULTURA E INDÚSTRIA CULTURAL NO BRASIL

Escrever sobre cultura no Brasil significa trabalhar com uma quantidade e diversidade imensa de expressões – como festas, danças, músicas, esculturas, pinturas, gravuras, literatura (contos, romances, poesia, cordel), mitos, supers¬tições, alimentação – presentes no cotidiano das pessoas e incorporadas ou não pela indústria cultural.
Se alguémtem dúvida a respeito dessa diversidade, deve consultar os tra¬balhos de Luís da Câmara Cascudo (1898-1986), principalmente o Dicionário do folclore brasileiro, no qual está registrado um pouco de todas as expressões culturais brasileiras, ou o livro de Fernando de Azevedo (1894-1974), A cultura brasileira, que apresenta um amplo panorama de nossa cultura, envolvendo uma análise histórica da vidaintelectual no Brasil. Ao mostrar nossa grande diversidade cultural, esses dois autores, entre outros, nos ajudam a entender a dificuldade que é formular uma única definição de cultura brasileira.

O que caracteriza nossa cultura?
Na América portuguesa, no século XVI, as culturas indígenas e africanas, apesar da presença marcante, não eram reconhecidas pelos colonizadores e ex¬pressavam-se àmargem da sociedade que se constituía sob o domínio lusitano. Tal sociedade tinha como principal referência à cultura européia, que procurava imitar. Nas palavras do sociólogo Antonio Candido, “imitar, para nós, foi in¬tegrar, foi nos incorporarmos à cultura ocidental, da qual a nossa era um débil ramo em crescimento. Foi igualmente manifestar a tendência constante de nossa cultura, que sempre tomouos valores europeus como meta e modelo”.
No entanto, se o Ocidente e, depois, o Oriente nos forneceram elementos es¬senciais para a construção de uma cultura difusa, esta não pode ser compreendida sem suas raízes indígenas e africanas, que impregnaram nosso cotidiano, desde a comida, a vestimenta e a habitação até a dança, a pintura e a música.
Se ficarmos apenas com a música brasileira,encontraremos uma varieda¬de imensa de ritmos, que são puros ou misturados, cópias ou (re)elaborações constantes, invenções e inovações, com os mais diversos instrumentos, sejam eles extremamente simples e artesanais, sejam sofisticados e eletrônicos. Para citar alguns ritmos, temos o lundu, a modinha, o choro, o maxixe, o samba (e suas vertentes, como samba-canção, samba-exaltação, samba de carnaval), amarcha, o frevo, o baião, a valsa, a valsinha, o acalanto, a lambada, o pagode, o samba-reggae, o axé music, o tchê music, o mangue beat, a cantiga infantil, a música clássica, a ópera, a música contemporânea, além de ritmos estrangeiros como rock, blues, jazz, rap, fox, bolero e tango.
Lembrando que a cultura é o resultado de um trabalho, é uma obra, pode-se observar que o trabalho culturalbrasileiro é desenvolvido tanto por músicos analfabetos, sem nenhuma formação musical, como por pessoas com formação clássica, conhecidos ou anônimos. A produção musical brasileira tem traços de origem marcadamente afri¬cana, indígena, sertaneja e européia (sem classificar o que é mais ou menos importante, simples ou complexo). Ela é fruto do trabalho de milhares de pessoas.
Ainda que se possaafirmar que alguns ritmos são mar¬cadamente brasileiros, como o maxixe, o chorinho, o frevo ou o samba, nenhum deles é "puramente brasileiro", pois as influências recebidas são as mais variadas possíveis, desde a música medieval até a contemporânea. Genuínas mesmo são as músicas, as danças e a arte plumária ou a cerâmica dos povos indígenas. As demais manifestações culturais são fusões, hibridações,criações de uma vasta e longa herança de muitas culturas. Talvez seja essa a característica que podemos chamar de "brasileira".

Indústria cultural no Brasil
O desenvolvimento da indústria cultural no Brasil ocorreu paralelamente ao desenvolvimento econômico e teve como marco a introdução do rádio, na década de 1920, da televisão, na década de 1950, e, recentemente, nos anos 1990, da internet....
tracking img