Cancro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2064 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O cancro é um problema crescente de saúde pública em todo o mundo, constituindo a segunda causa de morte em variados países, nomeadamente em Portugal. Esta doença, para além de se fazer acompanhar de altas taxas de mortalidade, está intimamente associada a um enorme sofrimento físico e emocional, condicionando co-morbilidades significativas. No entanto, os avanços terap~euticos, nomeadamente nocampo da terapêutica alvo tem sido
tem sido amptTorna-se, assim, premente o avanço científico no âmbito da prevenção,
diagnóstico e tratamento precoces.

As terapêuticas alvo no carcinoma do ovário são consideradas promissoras pela maioria dos oncologistas porque existem várias caracteristicas patológicas que lhe conferem essa potencialidade, nomeadamente, a heterogeneidade histológica, aevidência de clonalidade e instabilidade genética e a extensa interacção com o microambiente face á sua localização anatómica e ao padrão de metastização.

Vários estudos demonstraram mutações em várias proteínas envolvidas no proceso de proliferação celular, metastização e apoptose, estando descritas mutações nas vias de sinalização intracelular, K-ras, PTEN, AKT, PARP; sobreexpressão dovascular endotelial growth factor (VEGF), potente factor de crescimento proangiogénico, envolvido na carcinogenese do ovário e sobreexpressão das moléculas de adesão, caderinas e integrinas, fundamentais no processo de metastização.

Existem ainda outros factores de crescimento com sobreexpressão no carcinoma do ovário, como o platelet derived growth factor (PDGF), potente mitogénio, expresso em73% dos carcinomas epiteliais do ovário, e indicador de mau prognóstico;

Nas terapêuticas dirigidas o alvo ideal habitualmente possui as seguintes características:

- lesão essencial para a sobrevivência tumoral

- a lesão causa a transformação maligna

- a lesão providencia a proliferação da célula neoplásica e o crescimento

|Alvos identificados|
|DNA – inibidores da reparação |
|Vias de sinalização intracelular |
|Receptores de superficie|
|Interstício celular/matriz extracelular |
|Angiogenese |

1. Inibidores da reparação do DNA

Os mecanismo de reparação doDNA são hoje considerados como os rsponsáveis por alguns dos mecanismo de resistência à quimioterapia, nomeadamente aos platinos e paclitaxel, citostáticos fundamentais no tratamento do carcinoma do ovário. Os inibidores das PARP (poli (ADP) polimerases) representam uma nova classe de terapêuticas alvo, com particular interesse nos tumores BRCA 1 e 2. Os estudos com linhas celularesdeficientes em BRCA 2 demonstraram elevada sensibilidade destas células aos inibidores das PARP, pelo que estão actualmente em cursos ensaios de fase I em doentes com carcinoma do ovário com mutações na BRCA 1 e 2.

2. Anti-angiogénicos

Os anti-angiogénicos são altamente promissores no tratamento do carcinoma do ovário, com resultados satisfatórios em estudos de fase II em associação comcitostáticos, com taxas de resposta global da ordem dos e respostas completas de ….. . Actualmente estão em curso estudos randomizados de fase III, que muito provavelmente proporcionar a aprovação destes novos fármacos no tratamento desta neoplasia à semelhança do que aconteceu no carcinoma do colon, pulmão , mama e rim.

|Anti-angiogénicos |...
tracking img