Cancer de mama

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2398 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Evangelhos I – A VIDA DE JESUS CRISTO



A história da vida de Jesus Cristo encontra-se em toda parte da Bíblia.
O Velho Testamento revela Jesus em profecia, enquanto que no Novo Testamento desenrola a vida de Jesus Cristo como relato histórico. Os quatros Evangelhos: Mateus, Marcos, Lucas e João, nos dão fatos da vida de cristo quando vivia entre os homens.
Nada aconteceupor acaso ou acidente na vida de Jesus. Tudo o que veio a passar foi profetizado muitos anos ou séculos antes.
Deus no velho testamento revelou aos profetas as coisas que Ele iria realizar e estes deram ao povo tais revelações, ora por escrito ora por palavra falada. As profecias e a Lei dada ao povo em forma escrita compõem o Velho Testamento que, portanto, é a historia da obra de Deus,na pessoa de Cristo, escrita antes de acontecer, e o Novo Testamento é a historia de Sua obra escrita provando que Ele fez o que dissera que faria. Em Mt. 5.17, Jesus explica que Ele veio para cumprir o que tinha escrito na Lei e nos profetas.
Entre o Velho Testamento e o Novo Testamento houve um “silencio” de, aproximadamente, quatrocentos anos, onde Deus não Se deixou revelar aos homens.Praticamente calou-Se.
Durante esse período no mundo ocorrerão diversas dominações dentre as quais: a Babilônia, a Persa, a Grega, a Judaica e a Romana. Deus estava preparando o cenário onde desenvolver-se-ia a obra redentora da salvação na pessoa de Cristo.
Quando do término do Velho Testamento a Judeia estava sob o domínio Persa. Ao iniciar-se o Novo Testamento, experimentava,então, o domínio romano e sob a influência do helenismo (1).
O mundo estava sendo preparado para receber o messias.
Surgiram, nesses quatros séculos antes do nascimento de Jesus Cristo, diferentes seitas político-religiosas as quais são mencionadas somente no Novo Testamento, com raras exceções. Umas aparecem por circunstâncias, outras devido ao estado de confusão que reinava naPalestina.






SEITAS POLITICO-RELIGIOSAS NA EPOCA DE CRISTO




Política e religiosamente falando, no tempo do Rei Davi, Israel era uma perfeita unidade. Os três ofícios: Profeta, Sacerdote e Rei, distribuídos, mas combinados, formavam a Teocracia (2) Judaica.
Depois de Salomão quando reino foi dividido Judá permaneceu inalterável ate a Restauração (3). Então duascorrentes distintas aparecem no Judaísmo depois do Cativeiro: Uma optando pela permanência do cerimonialismo ligado ao Templo e ao culto e a outra, mais ou menos política mantida pelo sumo- sacerdote. Esta desagregação verifica-se dos Macabeus em diante, quando o sumo-sacerdote, pela primeira vez na historia judaica, juntou-se à mitra e à coroa.


ESCRIBAS

Existiram no Velho Testamento,não formando uma classe como nos dias de Jesus, mas como secretários do rei e, às vezes, dos generais. Registravam as histórias, as genealogias, os sucessos de seu país.
(II Rs. 25.19; I Cr.2.55.27.32; Ed.7.6,11,12,21;Ne.8.1,4,9,13;Jr.8.8,36.26)
O interesse dos judeus pelos Livros do Velho Testamento gerou a classe dos escribas que, a principio eram meros copistas (4), tornou-se,mais tarde, intérpretes da Lei.
Quando os judeus voltaram de Babilônia, Esdras (Es.7.6) e Neemias( Ne.8.1,4) tornaram-se grandes escribas, aqueles que não somente copiavam a Lei, mas interpretavam-na também. Esdras descendia de Arão (Ed.7.1-5), daí só os sacerdotes poderem ser escribas.
No tempo de Herodes o Grande, os escribas eram considerados autoridades na interpretação do VelhoTestamento, tanto assim que o poderoso monarca os incumbiu de descobrirem onde nasceria o Cristo (Mt. 2.4).
Nos dias de Jesus eram autorizados expositores da Lei, daí o fato de serem chamados doutores da Lei (Lc. 22.35; Mt. 7.27). Os escribas que se ocupavam do ensino eram Rabi ou Rabinos.
Os escribas exerciam grande influência e gozavam de grande distinção
entre o povo. Alguns...
tracking img