Campisinato

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 42 (10323 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RAÍZES HISTÓRICAS DO CAMPESINATO BRASILEIRO

MARIA DE NAZARETH BAUDEL WANDERLEY

XX ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS. GT 17. PROCESSOS SOCIAIS AGRÁRIOS. CAXAMBU, MG. OUTUBRO 1996

“Les sciences sociales du XIXe. Siècle ont fait preuve d’une incompréhension surprenante à l’égard des choses rustiques. Tout leur effort d’analyse et d’interprétation s’est porté sur l’économie industrielle et sur lasociété urbaine. Fascinées par la naissance de la classe ouvrière, par la prodigieuse efficacité de l’entreprise capitaliste et par l’instrument unique que constitue la monnaie, elles se sont désintéressées d’un système social qui fonctionne sans salariés, ni entrepreneurs, ni monnaie, et qui cependant demeurait majoritaire en Occident il y a un siècle, et le demeure encore aujourd’hui dans lemonde.” HENRI MENDRAS. La fin des paysans.

2

Dedico este trabalho ao Professor HENRI MENDRAS.

INTRODUÇÃO. A agricultura familiar não é uma categoria social recente nem a ela corresponde uma categoria analítica nova na Sociologia Rural. No entanto, sua utilização, com o significado e a abrangência, que lhe tem sido atribuídos nos últimos anos, no Brasil, assume ares de novidade e renovação.Fala-se de uma agricultura familiar como um novo personagem, diferente do camponês tradicional, que teria assumido sua condição de produtor moderno; propõem-se políticas para estimula-los, fundadas em tipologias que se baseiam em sua viabilidade econômica e social diferenciada. Mas, afinal, o que vem a ser uma agricultura familiar? Em que ela é diferente do campesinato, do agricultor de subsistência,do pequeno produtor, categorias que, até então, circulavam com mais frequência nos estudos especializados? Como entender o campesinato brasileiro à luz da teoria clássica? Este trabalho tem a intenção de refletir sobre este tema, tendo como ponto de partida e eixo norteador, as seguintes hipóteses: a) - a agricultura familiar é um conceito genérico, que incorpora uma diversidade de situaçõesespecíficas e particulares; b) - ao campesinato corresponde uma destas formas particulares da agricultura familiar, que se constitui enquanto um modo específico de produzir e de viver em sociedade; c) - a agricultura familiar que se reproduz nas sociedades modernas deve adaptar-se a um contexto sócio-econômico próprio destas sociedades, que a obriga a realizar modificações importantes em sua forma deproduzir e em sua vida social tradicionais; d) - estas transformações do chamado agricultor familiar moderno, no entanto, não produzem uma ruptura total e definitiva com as formas “anteriores”, gestando, antes, um agricultor portador de uma tradição camponesa, que lhe permite, precisamente, adaptar-se às novas exigências da sociedade. e) - o campesinato brasileiro tem características particulares -em relação ao conceito clássico de camponês - que são o resultado do enfrentamento de situações próprias da História social do País e que servem hoje de fundamento a este “patrimônio sócio-cultural”, com que deve adaptar-se às exigências e condicionamentos da sociedade brasileira moderna. Após retomar mais aprofundadamente estas hipóteses, pretendo refletir mais detalhadamente sobre algumasdimensões deste patrimônio herdado pelos atuais agricultores familiares no Brasil. I - A AGRICULTURA FAMILIAR COMO UMA CATEGORIA GENÉRICA. O ponto de partida é o conceito de agricultura familiar, entendida como aquela em que a família, ao mesmo tempo em que é proprietária dos meios de produção, assume o trabalho no estabelecimento produtivo. É importante insistir que este caráter familiar não é um merodetalhe superficial e descritivo: o fato de uma estrutura produtiva associar familia-produçãotrabalho tem consequências fundamentais para a forma como ela age econômica e socialmente. No entanto, assim definida, esta categoria é necessariamente genérica, pois a

3

combinação entre propriedade e trabalho assume, no tempo e no espaço, uma grande diversidade de formas sociais. Como afirma...
tracking img