Camoes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1251 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
  Escola Básica 2/3 c/Sec José Falcão, Miranda do Corvo 
 

Visita de Estudo do 10º Ano
23/Janeiro/2008
Porto
Miranda do Corvo

Miranda do Corvo

Programa previsto:
8h30 – Saída da Escola
10h20 – Chegada ao Porto
10h30 – Visita à Fundação de Serralves
12h30 – Almoço no Parque da Cidade
15h00 – Visita à exposição “Leonardo
Da Vinci – O Génio”
17h30 – Saída do Porto
19h30 –Chegada à Escola.

Participantes: 10º A, 10ºB e 10ºC
Disciplinas: Biologia, Filosofia, Geografia e Matemática.
Professores Acompanhantes: Dulce Dias, Alice Alves, Carla Paço, Graça Dias, Graça Antunes, Andreia Frazão e
Célia Paradela.

Ano Lectivo 2007/2008 
 

  Escola Básica 2/3 c/Sec José Falcão, Miranda do Corvo 
 
Informações dos locais que vais visitar:
Serralves


ParqueSerralves é uma referência singular no património da paisagem em Portugal, sintetizando e simbolizando
uma aprendizagem e um conhecimento das condições de transformação do território, no espaço e no
tempo, num contexto cultural: Portugal e os séculos XIX e XX. O Parque de Serralves, aberto ao público
em 1987, após trabalhos de preparação e de recuperação, foi objecto de um Projecto de Recuperação eValorização, iniciado em 2001 e concluído em 2006, que constitui um contributo significativo para a
educação e sensibilização da sociedade para a salvaguarda do património de paisagem, bem como para a
necessidade de conciliar o espaço patrimonial com as manifestações e os processos culturais
determinados pela sociedade contemporânea, sem hipotecar a sua integridade e permanência. Merecemespecial referência os dois prémios já atribuídos ao Parque de Serralves: o prémio da inovação no
domínio da educação ambiental da Associação Portuguesa de Museologia – APOM (1996) e o “Henry
Ford Prize for the Preservation of the Environment” (1997).



Fundação de Serralves

A Fundação de Serralves é uma instituição cultural de âmbito europeu ao serviço da comunidade
nacional, que temcomo missão sensibilizar o público para a arte contemporânea e o ambiente, através do
Museu de Arte Contemporânea como centro pluridisciplinar, do Parque como património natural
vocacionado para a educação e animação ambientais e do Auditório como centro de reflexão e debate
sobre a sociedade contemporânea.
• Museu de Arte Contemporânea
O Museu tem como objectivos essenciais a constituição deuma colecção representativa da arte
contemporânea portuguesa e internacional, a apresentação de uma programação de exposições
temporárias, colectivas e individuais, que representem um diálogo entre os contextos artísticos nacional e
internacional, assim como a organização de programas pedagógicos que ampliem os públicos interessados
na arte contemporânea e suscitem uma relação com a comunidadelocal. É também objectivo da
instituição desenvolver projectos com jovens artistas que permitam a afirmação das suas obras e o
desenvolvimento das suas pesquisas. A Colecção do Museu é constituída por aquisições directas, obras
em depósito do Estado e de coleccionadores privados, bem como doações.

Ano Lectivo 2007/2008 
 

  Escola Básica 2/3 c/Sec José Falcão, Miranda do Corvo 
 Parque da cidade do Porto

O Parque da Cidade é o maior parque urbano do país, com uma superfície
de 83 hectares de áreas verdes naturalizadas que se estendem até ao Oceano
Atlântico, conferindo-lhe este facto, uma particularidade rara a nível mundial.
Previsto no Plano de Urbanização do Arquitecto Robert Auzelle nos anos 60,
foi projectado pelo arquitecto paisagista Sidónio Pardal, tendo sidoinaugurado em 1993 (1ª fase) e finalizado em 2002, com a construção da Frente Marítima.
Na sua concepção paisagística utilizam-se muitas das técnicas tradicionais da construção rural, o que
confere ao parque uma expressão intemporal, naturalista e uma estrutura com grande poder de
sobrevivência.
A presença da pedra proveniente de demolições de edifícios e de outras estruturas, assume uma...
tracking img