Caminhos e descaminhos da tecnologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 38 (9448 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SIMPÓSIO INTERNACIONAL
“IMPACTOS DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO: UNIVERSIDADE E SOCIEDADE”
23.09.1999



IMPACTOS SOCIAIS E ECONÔMICOS DAS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO( Este texto baseia-se na síntese de alguns capítulos do livro mais recente publicado pelo autor, “Economia Global e Exclusão Social – Pobreza, Emprego, Estado e o Futuro do Capitalismo” (Editora Paz e Terra),correlatos ao tema da tecnologia da informação e seus impactos.)


GILBERTO DUPAS( GILBERTO DUPAS é Coordenador da Área de Assuntos Internacionais do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, membro do seu Conselho Diretor e professor da FDC junto ao European Institute of Business Administration – Insead (França) e à Kellog Graduated School of Management – Northwestern University(EUA). Foi presidente da Caixa Econômica e Secretário de Estado de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (governo Montoro). É autor , entre outros livros, de “Crise Econômica e Transição Democrática, “Alca e os Interesses do Mercosul” e “Economia Global e Exclusão Social”)


A partir do final da década dos 70, foram intensas as modificações socioeconômicas relacionadas ao processode internacionalização da economia mundial. É preciso enfatizar que esse processo não é novo. Mas ganhou características inusitadas e um assombroso impulso com o enorme salto qualitativo ocorrido nas tecnologias da informação. Essas mudanças permitiram a reformulação das estratégias de produção e distribuição das empresas e a formação de grandes networks. A forma de organização da atividadeprodutiva foi radicalmente alterada para além da busca apenas de mercados globais; ela própria passou a ser global.
A revolução tecnológica atingiu igualmente o mercado financeiro mundial, cada mercado passando a funcionar em linha com todos os outros, em tempo real. Isso permitiu a mobilidade de capital requerida pelo movimento de globalização da produção. Essas modificações radicais atingiram o modode vida de boa parte dos cidadãos, alterando seu comportamento, seus empregos, suas atividades rotineiras de trabalho e seu relacionamento, por exemplo, com bancos e supermercados.
O capitalismo atual é alimentado pela força de suas contradições. De um lado, a enorme escala de investimentos necessários à liderança tecnológica de produtos e processos – e a necessidade de networks e mídias globais– continuará forçando um processo de concentração que habilitará como líderes das principais cadeias de produção apenas um conjunto restrito de algumas centenas de empresas gigantes mundiais. Essas corporações decidirão basicamente o que, como, quando, quanto e onde produzir os bens e os serviços (marcas e redes globais) utilizados pela sociedade contemporânea. Ao mesmo tempo, elas estarãocompetindo por redução de preços e aumento da qualidade, em um jogo feroz por market share e acumulação. Enquanto essa disputa continuar gerando lucros e expansão, parte da atual dinâmica do capitalismo estará preservada.


Simultaneamente, este processo radical em busca de eficiência e conquista de mercados força a criação de uma onda de fragmentação – terceirizações, franquias e informalização –,abrindo espaço para uma grande quantidade de empresas menores que alimentam a cadeia produtiva central com custos mais baixos. Tanto na sua tendência de concentrar como na de fragmentar, a competição opera como o motor seletivo desse processo.
A outra contradição que alimenta o capitalismo contemporâneo é a dialética exclusão versus inclusão. Apesar do desemprego estrutural crescente (incapacidadeprogressiva de geração de empregos formais em quantidade ou qualidade adequadas), o capitalismo atual garante sua dinâmica também porque a queda do preço dos produtos globais incorpora continuamente mercados (inclusão) que estavam à margem do consumo por falta de renda. Não é à toa que alguns dos maiores crescimentos de várias empresas globais de bens de consumo têm sido registrados nos países...
tracking img