Camille Claudel - Vida e Obra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1644 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
CAMILLE CLAUDEL: VIDA E OBRA





RESENHA INFORMATIVA










Santa Maria, 2012

CAMILLE CLAUDEL: VIDA E OBRA











Bruno Pires, Emily Tatch, Jeniffer P. da Silva, Kellen Ferreira









Docente: Andréa do Camparo Carotta de Angeli




Santa Maria, RS, Brasil
2012
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO03
1 BIOGRAFIA 04
2 MATERIAIS E INSTRUMENOS 05
3 ESTILO & SIGNIFICADO 06
CONSIDERAÇÕES FINAIS09
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 10

INTRODUÇÃO

A proposta deste trabalho é apresentar uma breve história da vida de Camille Claudel, e uma pesquisa sobre sua obra, incluindo materiais, estilos e possíveis significações. Vamos abordar a história de Camille e suas obras, dividindo-as emtrês fases: sua infância e seu talento, sua paixão por Auguste Rodin e sua inspiração, a ruptura do relacionamento e sua busca por originalidade. Isto porque depois de ter adquirido a doença que a levou à internação, Camille destruiu as obras que estavam consigo, e nada mais produziu.

BIOGRAFIA

Camille Claudel, irmã do escritor Paul Claudel, nasceu no dia 08 de dezembro de 1864 em umapequena cidade francesa, Villeneuve-sur-Fères. Em 1881, mudou-se com sua família para Paris, para estudar na Academia Colarossi. Inicialmente ela teve aulas com Alfred Boucher, e, em 1885, Auguste Rodin substituiu-o. Camille tornou-se ajudante e, mais tarde, amante de Rodin. Devido à sua habilidade como escultora, colaborou com algumas de suas obras mais famosas: Portões do Inferno e Burgueses de Calais(WEISS, [19--]). Segundo o biógrafo Jacques Cassar (2003, abut SOARES, LIGEIRO, 2007), mestre e aluna influenciavam-se em seus estilos.
Em 1895, porém, Camille rompe com Rodin e sofre um aborto. Embora continuem encontrando-se às vezes, ela procura libertar suas obras do estilo de Rodin, e esta é sua fase mais produtiva. Porém, devido ao fato de que Rodin teria assinado algumas obras dela comose fossem suas, Camille começa a desenvolver uma Neurose Obsessiva.
Com a morte de seu pai, em 3 de março de 1913, Camille fica desamparada. Uma semana depois, no dia 10 de março, é internada no Hospital Psiquiátrico de Ville Evrard. No dia 09 de setembro de 1914, é transferida para o Asilo Montdevergues, por causa da Guerra. Camille morreu no dia 19 de outubro de 1943, após 30 anos deinternação, durante os quais nunca mais tornou a esculpir.

MATERIAIS E INSTRUMENTOS

Durante sua infância, Camille Claudel moldou suas primeiras esculturas, em ARGILA, que adquiria escavando e furtando, durante a noite, pois sua família não tinha condições de comprá-la.
Para trabalhar com a argila, utilizam-se materiais como: retalhos de lona, rolos de massa, moinhos, ripas de madeira, laminador,teques de arame, de madeira e de metal, torno de decoração, garrote e placa de madeira (modelação), torno elétrico, palhetas, roletes e compassos, fio de corte, punção e canivetes vazadores (torno), suportes para pratos, tripés, suportes de “carborundo”, suportes para azulejos, placas ou prateleiras e pilares ou colunas (forno).Para modelar a argila existem algumas técnicas, como as que seguem:Técnica da “Bola”(tigelas e chávenas), Técnica do “Rolo”(qualquer tipo de peça), Técnica da Placa ou Prancha e Técnica de Tiras .
Durante seu relacionamento com Rodin, este lhe cedia materiais como MÁRMORE, por exemplo, para que ela esculpisse suas obras.
Ao longo de sua produção artística, utilizou-se de ARGILA, GESSO, MÁRMORE, BRONZE e ÔNIX, para dar vida a sua paixão e às suas angústias....
tracking img