Calorimetria, termodinâmica e óptica geométrica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2346 palavras )
  • Download(s) : 1
  • Publicado : 30 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Colégio Estadual Dom Antônio Macedo Costa











Trabalho de Física

Calorimetria, Termodinâmica e Óptica Geométrica


Aluno: Alex S. Barêa
Série: 2ª série do Ensino Médio
Turma: B
Professor: Claudiomir Passari

















Ciríaco, Novembro de 2012
Índice

1 Introdução
2 Calorimetria
2.1 Unidades de Quantidade De Calor
2.2 Calor Sensível eCalor Latente
2.3 Calor Específico
2.4 Equação Fundamental da Calorimetria
2.5 Capacidade Térmica de um Corpo
2.6 Princípio da Igualdade das Trocas de Calor
3 Termodinâmica
3.1 Primeiro Princípio da Termodinâmica
3.1.1 Transformação Isotérmica
3.1.2 Transformação Isovolumétrica
3.1.3 Transformação Adiabática
3.2 Segundo Princípio da Termodinâmica
3.3 Ciclo deCarnot
4 Óptica Geométrica
4.1 Raios de Luz
4.2 Fontes de Luz
4.3 Princípios da óptica geométrica
5 Conclusão
6 Bibliografia



1 Introdução


Neste trabalho se encontram conceitos, explicações, resumos, como também exercícios resolvidos de cada assunto pesquisado e estudado, relacionados a Calorimetria e seus estudos, Termodinâmica e seus estudos e Óptica Geométrica.
2Calorimetria

A calorimetria é a ciência que estuda o calor. Calor é uma forma de energia em trânsito, ou seja, é a energia transferida de um corpo com maior temperatura para um corpo de menor temperatura.
Num sistema isolado, o calor de um corpo é transferido a outro até se estabelecer um equilíbrio térmico.


2.1 Unidades de Quantidade De Calor


 Calor é energia. A unidade decalor no Sistema Internacional de Unidades (SI) é o joule (J).
Na prática é muito usada uma outra unidade de calor, muito antiga, do tempo do calórico, a caloria.
Por definição, uma caloria ( 1 cal) é a quantidade de calor que deve ser transferida a um grama de água para produzir a variação de temperatura de 1oC, rigorosamente, de 14,5°C  para 15,5°C.
Em suas experiências, Jouleestabeleceu a relação entre essas duas unidades, encontrando:
1 cal = 4,18 J


2.2 Calor Sensível e Calor Latente


Calor sensível é aquele que provoca apenas a variação de temperatura de um corpo, sem que haja mudança no seu estado de agregação, ou seja, se ele é sólido, continuará sólido e o mesmo para líquidos e gasosos. Também chamado de calor específico, o calor sensível,determinado pela letra c (minúscula), é avaliado da seguinte forma: cal/g. °C. Contudo, no Sistema Internacional de Unidades (SI) o calor específico pode ser dado de duas formas: J/kg. K ou em J/kg. °C. 
Quando fornecemos energia térmica a uma substância, sua temperatura não varia, mas seu estado de agregação se modifica, esse é o chamado calor latente. Essa é a grandeza física que informa aquantidade de energia térmica (calor) que uma unidade de massa de uma substância deve perder ou receber para que ela mude de estado físico, ou seja, passe do sólido para o líquido, do líquido para o gasoso e assim por diante.  Determinado pela letra L, o calor latente de uma substância é calculado através da razão entre a quantidade de calor (Q) que a substância deve receber ou ceder e a massa (m) damesma, ou seja, matematicamente temos: L = Q/m
O calor latente pode ser positivo ou negativo. No Sistema Internacional de Unidades (SI), a unidade de calor latente é o joule por quilograma (J/Kg), mas na prática utiliza-se muito a caloria por grama (cal/g).


2.3 Calor Específico


Calor específico é uma grandeza física que define a variação térmica de determinada substância ao receberdeterminada quantidade de calor. Também é chamado de capacidade térmica mássica. É constante para cada substância em cada estado físico. Pode-se dizer que o calor específico caracteriza uma substância (em determinado estado físico). A unidade no SI é J/(kg.K) (joule por quilogramas e por Kelvin). Uma outra unidade mais usual para calor específico é cal/(g.°C) (caloria por grama e por grau...
tracking img