Calorimetria - parte 2

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (305 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
4.4 -
Ti(oC) | Tb(oC) | Tf(oC) | cb (cal/g. oC) |
30,5 | 97 | 34 | 0,111473306 |
31 | 97 | 34 | 0,095548548 |
31 | 96 | 33,5 | 0,08026078 |
30 | 96 | 33 |0,095548548 |

Média: 0,0957
4.5 – Medida dos valores de cb = 0,0957. Olhe a tabela 2, o corpo de prova é feito de ferro

1. As maiores fontes de erro doexperimento é sem dúvida as trocas de calor com o ambiente, isso faz com que hajam aproximações ou valores diferentes de calor especifico do corpo de prova, no nosso caso o valorapresentado pela Eq. 1 foi de cb=0,0957 cal/g.K. Se arredondarmos para uma casa depois da vírgula temos cb=0,10 cal/g.K que é aproximadamente o calor específico do Ferro.2. Um calorímetro ideal não deve permitir qualquer perda de calor para o ambiente e o seu conteúdo pode ser considerado um sistema isolado, suas paredes deveriam seradiabáticas, ou seja, não permitirem trocas de calor com o meio externo, algo que não acontece.
3. O calor específico é uma grandeza que caracteriza a facilidade oudificuldade de um determinado material variar sua temperatura quando troca energia na forma de calor. Por exemplo, fornecendo 1 cal a 1g de água eleva-se sua temperaturaem 1oC, nesse caso:
Substância | Calor específico (J/Kg.oC) |
Alumínio | 900 |
Cobre | 387 |
Ouro | 129 |

Pela tabela acima, vimos que a panela que seria melhortermicamente para cozinhar seria a de ouro (Au) pois é preciso fornecer menos energia que as outras substâncias apresentadas para fazer com que 1kg de ouro eleve suatemperatura em 1oC.
4. Se ∆T=Qmc ; m = 0,1 kg; Q = 300J; cb=401J/kg.K
Logo:
∆T=300J0,1Kg.401Jkg.K
∆T=7,4813 K
Portanto sua temperatura aumentaria em 7,4813 K
tracking img